O gigantesco Deinacrida heteracantha!

A Nova Zelândia é conhecida por ser o lar de inúmeras espécies endêmicas, uma característica resultante de sua geografia insular. Tendo se separado do continente australiano há dezenas de milhões de anos, pôde manter um ecossistema isolado do resto do planeta, onde a evolução prosseguiu de formas curiosas, gerando espécies singulares.

Entre estas, o Deinacrida heteracantha, um inseto da ordem dos ortópteros que impressiona pelo gigantismo que desenvolveu!

Assemelha-se a um “grilo gigante” (embora pertença a uma família distinta deste outro inseto) e pode chegar a 71g (quase o dobro do peso de um pardal), naquele que é o mais pesado inseto já registrado (este da foto*). Seu comprimento pode passar dos 11 cm e sua envergadura, dos 17 cm.

Os “weta” (como estes insetos são chamados, nome proveniente do termo em maori wētā) são considerados vulneráveis pela IUCN Red List, embora tenham sido muito numerosos no passado.

Este espécime na imagem foi fotografado em 2011 pelo fotógrafo aventureiro Mark Moffett, que o encontrou em uma árvore e o alimentou com uma cenoura. No entanto, a dieta destes insetos não inclui esta raiz. Os weta alimentam-se de folhas, fungos e outros pequenos invertebrados.

* http://entnemdept.ufl.edu/walker/ufbir/chapters/chapter_30.shtml

Veja tambÉm...

12 respostas

  1. Frito no óleo de dendé deve ficar foda!

  2. Rafael, olha só que coisa linda de deus

  3. Roger Dantas disse:

    Se hoje alguns são grandes, imagine os insetos do passado distante! :)

  4. Davi Melo disse:

    Tem que chamar os Jaegers… UAHAUHA

  5. Fabio Rocha disse:

    Sempre tem que vir alguém citar e creditar algo ao deus cristão.

    • Saulo Regis disse:

      Porra,cara! E daí? Isso faz parte da realidade subjetiva da pessoa e também faz parte da liberdade de crença dela!

    • Juliano disse:

      Concordo Fábio Rocha, cultura insuportável! E burra…

    • Fabio Rocha disse:

      A liberdade dela trazer essa crença pessoal nesse espaço, não me importo. O animal provem de um longo peocesso evolutivo, onde o fato de seu ambiente estar “isolado” do mundo adquiriu tais características. Mas tem um pessoal que não pode ver a palavra evolução, que automaticamente tem que creditar a deus tal coisa. Isso eu crítico. Se faz parte da realidade subjetiva da pessoa, que ao menos verifique o que diz.

  6. Pedro Henrique Malucelli Mariotto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

PAPO DE PRIMATA precisa ter certeza de que você não é um robô! Por favor, responda à pergunta abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>