Ciência vs Pseudociência

😉

Veja tambÉm...

135 respostas

  1. Não pode ser considerada “pseudociência” algo que não se propõe a ser ciência. Por melhor que seja o jet ski, ele não vai ganhar uma corrida com uma motocicleta em terra.

    • Lucas Coppio disse:

      Ciencia quer dizer conhecimento.
      Pseudo-ciência… conhecimento de mentirinha 😉

    • Não é uma discussão etimológica, mas de campos de conhecimento.

    • Ou meios de se chegar a ele.

    • Quincas Borba disse:

      A ciência pode definir a si mesma ?

      Concordo com o comentário acima. É preciso fazer essa diferenciação, visto que alguns campos do saber não utilizam o mesmo método das ciências naturais, no entanto, isto não significa que não tenham rigor.
      Poder-se-ia dizer que o Direito, Letras(Linguística), História, Ciências Sociais, C. Política, Filosofia, sejam pseudociência? E a Matemática?

      Episteme = saber, conhecimento (ciência), mas não é qualquer saber, é um conhecimento seguro. Este não acabado, finalizado, portanto suscetível de críticas, reavaliações, enfim, não “dogmático”.

    • Lucas Coppio disse:

      Por isso o outro é pseudo. Porque ele quer se passar de… mas num eh

    • NELSON PRADO disse:

      DEPENDE DA MOTOCICLETA E DO JET-SKI

    • Link Hylian disse:

      Matemática, Física, Química, Biologia, etc. são Ciência, pois se destinam a fazer descobertas a respeito do funcionamento da natureza.

      As engenharia, por sua vez não é ciência, pois não se preocupa em fazer descobertas e sim em como utilizar as descobertas da ciência em benefício da humanidade.

      Naturalmente ambas andam juntas e temos engenheiros que são cientistas e vice-versa, mas ciência e engenharia não são a mesma coisa.
      —-
      No caso das ciências humanas, História, Linguística, Antropologia (bem ligada a biologia) são ciências, pois também se destinam a fazer descobertas de quais alegações históricas são verdadeiras, como as línguas se formaram e como o homem veio a ser o que é.

      Já o Direito não é uma ciência, mas se apoia, como a engenharia, em descobertas científicas para decidir o que é certo ou errado. Exemplo, a ciência mostra que uma criança pode vir a ter sérios problemas de saúde e psicológicos se for molestada. Baseando-se nisso, definiu-se a pedofilia como crime.

      Da mesma forma temos advogados que são antropólogos e coisa e tal.
      —-
      Enfim, Engenharia, Direito e outras não são ciência, mas isso não as torna menos sérias do que as ciências.
      Essas áreas são a sabedoria humana que consiste em utilizar o entendimento do mundo ao redor em benefício da humanidade.

      Por exemplo: As ciências naturais apontam para um aquecimento global, as ciências biológicas apontam para consequências terríveis para a vida, as ciências sociais apontam para sérios problemas na sociedade.
      A engenharia deve se ocupar de criar mecanismos para a contenção da emissão de gases e o Direito deve formular leis que incentivem a preservação do meio ambiente.
      —–
      Já pseudociência é pura perda de tempo ou então fonte de lucro de pessoas sem escrúpulos.

  2. Arthur Luiz disse:

    Faltou “Apela aos super poderes da física quântica”.

    • Perfeito! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Lucas Moreira disse:

      Eles são muito fãns do Dr manhattan kkkkkkk

    • Mecânica Quântica é a “menina dos olhos” dos disseminadores da pseudociência, pena que grande maioria deles não entende nada da área em questão.

    • Andrea Weber disse:

      ou ”isso é matemática básica” -_-

    • Mecânica quântica é algo muito complexo e confunde até mesmo muitos físicos, Einstein por exemplo dizia: “Eu não posso aceitar a mecânica quântica porque eu gosto de pensar que a Lua está lá, mesmo que eu não esteja olhando para ela.”, a respeito da superposição quântica. Ou ainda Richard Feynman: “Nobody understands quantum mechanics.”

      Ser cético faz parte do método científico e isso nos leva a duvidar de nossos próprios argumentos, mas ter a mente aberta não é anti-científico, pelo contrário nos direciona a novas perspectivas e futuros conhecimentos, claro que argumentando de forma lógica e com embasamento.

      Se a 40 anos atrás alguém tentasse argumentar que é possível que universos paralelos existam, provavelmente seria chamado de louco e pseudocientífico. Ou para piorar, que nossa realidade pode ser apenas uma holografia de outra dimensão? Só que atualmente algumas dessas teorias são aceitas como plausíveis e centros de pesquisas estão gastando milhões para comprová-las.

    • Iago Bruno disse:

      Gian , no momento que vc cita Einstein , seu argumento foi todo invalidado kkk . Veja: A mecânica quântica é, de fato, complexa, mas ela tem natureza linear… quase todos os cálculos são feitos por matrizes ao contrário da relatividade de Einstein. A teoria de Einstein é extremamente difícil devido a sua natureza nao linear, como a teoria do caos. A richa entre as 2 mais importantes heranças da física do século XX é a natureza de seus argumentos… enquanto uma serve pra corpos microscópicos, a outra serve para corpos macroscópicos. Por isso Einstein nunca se deu bem com essa teoria k.

    • “Super poderes” da física quântica, crl KKKKKKKKKKKKKK

    • Iago Bruno, por que foi “invalidado”, se não estou tentando validar nada? As informações que passei são dados de pesquisas cientificas publicadas! (referências abaixo)

      Você confundiu ou está tentando distorcer o texto, contextualizando a divergência matemática entre diferentes campos de estudo.

      A questão não é se o estudo da mecânica quântica utiliza matrizes, se a natureza da teoria da Relatividade é não linear… o ponto é que algumas destas hipóteses e teorias que nos levam aos fatos no futuro, foram consideradas pseudociência no passado. E assim portanto podemos concluir que algumas hipóteses e teorias contemporâneas podem ser consideradas erroneamente pseudociência atualmente.

      Entenda, pode não parecer, mas existe uma linha tênue entre pseudociência e fato científico. E os “Super-poderes da física quântica”, ainda vão nos surpreender e muito!

      http://phys.org/news/2015-03-mini-black-holes-lhc-parallel.html
      http://phys.org/news/2015-04-universe-hologram.html

  3. Perfeito, David Ayrolla!! Sensacional esse quadro. Simples e objetivo.

  4. Acupuntura passando agora mesmo no programa matinal da Globo.

    • Cara, acupuntura pelo menos tem algum princípio, agora outras coisas tipo homeopatia….

    • Olha, Felipe Siqueira, se com princípio você quer dizer teoria para justificativa, ambas possuem sim.
      Nos 2 casos as alegações não são científicas e ao contrário de comprovação, foram exaustivamente descartadas.
      Ao meu ver, a única coisa que a acupuntura tem e a homeopatia não, é uma mitologia mais atraente, só por ser milenar e oriental já fica bem interessante.
      Mas são ambas, tão eficientes quanto qualquer placebo, incluindo oração.

  5. O que acha? R Keu Barreiros

  6. Pseudociencia tem cara de #Religiao

  7. Andre Luiz disse:

    Opa vms lá:(Links de 3 videos com provas de destorções de realidade.) 1-https://www.facebook.com/osolnegro/videos/543801295760875/?pnref=story 2-https://www.facebook.com/osolnegro/videos/536994259774912/?pnref=story 3-https://www.youtube.com/watch?v=40ncN_IvW70

  8. Byanka Dias disse:

    João Amaro Ferreira olhaaa Jãooo

  9. Quase tudo à direita remete à evolução :v

    • Link Hylian disse:

      Criacionismo e DI

      1 – Começa com uma conclusão e só então busca confirmações:

      A bíblia disse que deus criou tudo, vamos mostrar pra esses evolucionistas que eles estão errados em discordar disso.
      [Quais eram as pesquisas criacionistas ANTES de Darwin?]
      —–
      2 – Hostil ao Ceticismo

      Eu não tenho que provar que deus existe, prove VOCÊ que deus não existe.
      Os hindus estão errados, eles não tem provas de que Shiva existe.
      —–
      3 – Usa jargão vago e evasivo para confundir

      O que é deus? Bem, deus é o ser transcendental, atemporal, cósmico, que está fora do universo mas permeia tudo que há no universo, que evidencia sua existência na criação mas se esconde dos cientistas que examinam essa criação por que devemos acreditar nele pela fé e não pelas evidências, apesar de essas evidências existirem mas só que tem fé é que pode vê-las.
      —–
      4 – Alegações são grandiosas e estão além das evidências:

      deus é imaterial e incognoscível, está além do nosso entendimento, não podemos conhecê-lo através da ciência, por que a sabedoria do homem é loucura para deus…
      —–
      5 – Só considera evidências favoráveis confiando em testemunhos:

      Apesar de 98% dos cientistas sérios aceitarem a evolução, Dr. Michael Behe fala que ela está errada, logo, a evolução está errada e fim de papo.
      ——-
      6 – Utiliza métodos falhos e não reproduzíveis:

      Você não orou com fé.
      ——
      7 – Dissidentes trabalham solitariamente e em isolamento:

      Criacionistas da terra plana;
      Criacionistas da terra jovem;
      Criacionistas da terra antiga;
      Criacionistas que interpretam a bíblia literalmente;
      Criacionistas que interpretam a bíblia metaforicamente;
      [esses são exemplos de criacionistas cristãos apenas]
      —–
      8 – Usa lógica inválida e inconsistente

      O universo é complexo demais para não ter sido criado.
      Deus é mais complexo ainda, mas ninguém o criou
      —–
      9 – Dogmática e Inflexível

      “Eu sou um cristão, e como cristão nada me faria mudar de opinião”
      Ken Ham
      https://youtu.be/5h2TilCwKpA

  10. Jao Zera disse:

    Ou seja:
    Ciencia = TDI
    PseudoCiencia = TE

    • É, cara… infelizmente até as áreas q eu mais me interesso não escapam de ter “teorias” e teóricos pseudocientíficos. Qdo começarem a analisar o método de pesquisa usado ao invés de basear toda a validade da hipótese/teoria na autoridade do autor ou o quão atrativo a ideia q ele defende seja para você, então ainda teremos q aturar esse tipo de bosta em meios acadêmicos como havíamos discutido antes.

  11. Meu Deus! Segundo esse post a TE é praticamente uma pseudociência!

    • Link Hylian disse:

      Por quê?
      Mostre como a evolução pode ser definida como uma pseudociência.

    • Veja bem: o que foi observado por Darwin na ilha de Galápagos, não é bem o que a TE ensina atualmente. Darwin observou pequenas mudanças abaixo do nível taxonômico das espécies, ou seja, pássaros (tentilhões) que sofreram pequenas mudanças adaptativas, mas que continuavam a ser tentilhões. Mas a TE também ensina sobre mudanças acima do nível taxonômico: peixes originando anfíbios, anfíbios originando répteis, répteis originando pássaros e etc… coisa jamais observada e nem confirmada pelo registro fóssil, pois esse registro mostra apenas criaturas surgindo abruptamente, sem ligação com tipos anteriores. Essas criaturas permanecem por algum tempo no registro, sofrem pequenas mudanças microevolutivas, e depois desaparecem tão abruptamente como surgiram ( Vide: Field Museum of Natural History Bulletin, Chicago, EUA, Conflitos Entre Darwin e a Paleontologia, de David M. Raup, P.23). Ou seja, a TE começou com uma conclusão pronta e só depois procurou pelas confirmações, como faz até hoje. E o jargão mais vago e evasivo utilizado pelos amantes dessa teoria é: “Evolução é fato”. Não sei se posso classificar isso como um “jargão”, ou como uma declaração de fé. E a alegação de macromudanças é grandiosa, e está além das evidências, pois os próprios cientistas reconhecem que: “Nos fósseis inexistem formas intermediárias. Agora vamos a razão: é essencialmente porque não existiram formas intermediárias” (Science 81, Hoyle e Wickramasinghe – Evolução Humana: Suave ou aos Saltos? página 7). E é claro! A TE só considera evidências favoráveis, isso é, aquelas que estão de acordo com seu conjunto de crenças pré-estabelecido. Quando a datação de um fóssil, por exemplo, fornece uma data que não está de acordo com essa linha pré-estabelecida, eles simplesmente descartam a amostra e alegam “contaminação” (Vide: J. Woodmorappe, Thousands Not Billions Green Forest Master Books 2005). Isso acontece muito quando C14 é encontrado em fósseis que deveriam ter milhões de anos. E falando em “métodos não reproduzíveis”, alguém ai já viu algum peixe dando origem a anfíbios em laboratório? E os dissidentes trabalham isolados, pois é! Dissidentes como Eugene McCarthy, da Universidade da Geórgia, que está propondo que o homem surgiu de um cruzamento entre uma porca e um chimpanzé! E por ai vai…

    • Link Hylian disse:

      Se quiser respostas rápidas para esse monte de bobagens, sugiro essa lista da Scientifc American:
      http://www.scientificamerican.com/article/15-answers-to-creationist/

      Mas, vamos as minhas respostas:

      “Veja bem: o que foi observado por Darwin na ilha de Galápagos, não é bem o que a TE ensina atualmente.”

      Ele observou que as características vantajosas dos indivíduos eram selecionadas pelo ambiente e as desvantajosas eram descartadas.
      Exatamente o que a TE ensina atualmente.
      https://youtu.be/hOfRN0KihOU

      Naturalmente, novas evidências e novo conhecimentos científicos foram descobertos, tornando a teoria da Evolução mais completa e mais confiável do que na época de Darwin.

      Darwin não sabia, por exemplo, como as características eram passadas para a próxima geração, isso foi respondido com o advento da genética, tornando a teoria da evolução mais completa.
      ——
      “Darwin observou pequenas mudanças abaixo do nível taxonômico das espécies, ou seja, pássaros (tentilhões) que sofreram pequenas mudanças adaptativas, mas que continuavam a ser tentilhões.”

      Yep. Mas eram tentilhões de diferentes espécies, pois que não cruzavam entre si, sendo que todos eram descendentes de uma mesma espécie. Mostrando que uma espécie se origina de outra através da seleção natural.
      ——
      ” Mas a TE também ensina sobre mudanças acima do nível taxonômico: peixes originando anfíbios, anfíbios originando répteis, répteis originando pássaros e etc… coisa jamais observada e nem confirmada pelo registro fóssil, pois esse registro mostra apenas criaturas surgindo abruptamente, sem ligação com tipos anteriores. ”

      Pikaia, Tiktaalik, Archeopterix, Cinodonte, Ambulocetus e muitos muitos outros mandam lembranças.
      https://youtu.be/QbZXxQNPwGk
      https://youtu.be/8YOnCkWVJ6E

      Onde esses animais são citados na bíblia mesmo?
      ——–
      ” Vide: Field Museum of Natural History Bulletin, Chicago, EUA, Conflitos Entre Darwin e a Paleontologia, de David M. Raup, P.23″

      Isso é um artigo publicado em uma revista científica que usa a revisão por pares?
      Ou é só um livro qualquer que pode ser escrito por qualquer pessoa, de qualquer forma, afirmando qualquer coisa?
      ——
      “Ou seja, a TE começou com uma conclusão pronta e só depois procurou pelas confirmações, como faz até hoje.”

      Nope. A TE começou com Darwin querendo saber por que existem tantas espécies e por que elas parecem tão bem adaptadas ao seu ambiente.
      A partir disso, ele fez várias observações e experiências e então propôs uma hipótese, a evolução através da seleção natural. Tal hipótese foi testada através de observações em diversos ambientes diferentes e nenhuma das observações a contestou, elevando a evolução através da seleção natural ao status de teoria científica.

      Agora, onde o criacionismo começa mesmo? Ah é, na bíblia, onde se afirma que deus criou tudo.

      Quem é que começa com uma conclusão?
      —–
      “E o jargão mais vago e evasivo utilizado pelos amantes dessa teoria é: “Evolução é fato”. Não sei se posso classificar isso como um “jargão”, ou como uma declaração de fé. ”

      Isso não é um jargão, é uma sentença.
      Uma sentença verdadeira em virtude da quantidade colossal de evidências empíricas oriundas de dezenas de campos de estudo diferentes.
      Jargões vagos e evasivos são coisas como “designer”, “complexidade irredutível”, “criação”, “ciência histórica”, etc.
      ——
      “E a alegação de macromudanças é grandiosa, e está além das evidências, pois os próprios cientistas reconhecem que: “Nos fósseis inexistem formas intermediárias. Agora vamos a razão: é essencialmente porque não existiram formas intermediárias””

      Sim, é uma alegação grandiosa mas É SUPORTADA POR INÚMERAS EVIDÊNCIAS EMPÍRICAS.
      Quer ver algumas?
      https://youtu.be/I5cCbHwtiQM

      Agora, mostre-me as evidências da existências da grandiosa alegação da existência e atuação do designer inteligente atemporal e eterno pelo qual todos os seres vivos vieram a existir.
      Explique também por que ele foi tão idiota a ponto de desenhar um único tubo para ser usado para alimentação e respiração permitindo que eu sufoque até morrer engasgado com algum alimento?
      Explique por que ele projetou os golfinhos para uma vida exclusivamente submarina, mas deu pulmões em vez de guelras, possibilitando que eles morressem afogados?

      Claro que não existem formas intermediárias, todo animal é um animal completo, não tem esse lance de meia asa, meia perna, meia nadadeira, essa é a “falácia do meio olho”.
      O que existe na verdade são nadadeiras que podem ser utilizadas para se arrastar na lama, por exemplo.
      ——
      “(Science 81, Hoyle e Wickramasinghe – Evolução Humana: Suave ou aos Saltos? página 7)”

      Você sabe que esses caras defendem a Panspermia, não Criacionismo ou DI.
      https://en.wikipedia.org/wiki/Chandra_Wickramasinghe
      —-
      “E é claro! A TE só considera evidências favoráveis, isso é, aquelas que estão de acordo com seu conjunto de crenças pré-estabelecido.”

      Mostre qual evidência não está de acordo com a Evolução.
      ——
      “Quando a datação de um fóssil, por exemplo, fornece uma data que não está de acordo com essa linha pré-estabelecida, eles simplesmente descartam a amostra e alegam “contaminação””

      Nope, eles fazem datações com diversos outro métodos para terem certeza que a datação informada é correta.
      —–
      “(Vide: J. Woodmorappe, Thousands Not Billions Green Forest Master Books 2005)”

      Isso é um artigo publicado em uma revista científica que usa a revisão por pares?
      Ou é só um livro qualquer que pode ser escrito por qualquer pessoa, de qualquer forma, afirmando qualquer coisa?
      Eu sei que isso pode ser difícil para você entender mas, em ciência, só por que um livro disse que alguma coisa aconteceu, não significa que aquilo aconteceu.
      Isso vale para a bíblia também.
      ——–

    • Link Hylian disse:

      ” Isso acontece muito quando C14 é encontrado em fósseis que deveriam ter milhões de anos”

      Datação por C14 não é usada para medir coisas com milhões de anos, ela só é precisa até 60.000 anos.
      https://pt.wikipedia.org/wiki/Data%C3%A7%C3%A3o_por_radiocarbono

      Não é atoa que o método é questionado quando se usa datação por C14 para datar fósseis estimados em milhões de anos.
      ——
      “E falando em “métodos não reproduzíveis”, alguém ai já viu algum peixe dando origem a anfíbios em laboratório?”

      Alguém já teve a paciência de emular as inúmeras variáveis ambientais e esperar milhões de anos necessários para que isso acontecesse?

      Mas antes, me responda,alguém já viu algum deus criando peixes e anfíbios em laboratório?
      Já tentaram criar vida em laboratório, mas não conseguiram, ou seja, design inteligente fracassou.
      —–
      ” E os dissidentes trabalham isolados, pois é! Dissidentes como Eugene McCarthy, da Universidade da Geórgia, que está propondo que o homem surgiu de um cruzamento entre uma porca e um chimpanzé! ”

      A própria evolução diz que isso é impossível.
      Vejamos por que:

      – A TE afirma que um indivíduo só dá origem a outro indivíduo da mesma espécie.
      – Espécies diferentes não cruzam. Se forem espécies muito próximas, podem até dar origem a um indivíduo, mas esse indivíduo não será fértil.
      – A especiação ocorre com grupos de uma espécie isolados entre si onde o ambiente favorece características diferentes, como no caso dos tentilhões de Darwin.
      – A especiação não ocorre com cruzamentos entre espécies diferentes.
      – Chimpanzés não deram origem aos humanos, nosso ancestral comum viveu a 4 milhões de anos. Apesar disso, nosso DNA é apenas 2% diferente, é o suficiente para não ser possível gerar um indivíduo híbrido chimpanzé-homem.
      – Nosso ancestral comum com os porcos é bem mais antigo.
      – Porcos modernos surgiram depois do homem, via seleção artificial, sendo impossível que tal espécie tenha influência no surgimento da espécie humana.

      Portanto, segundo a evolução, um cruzamento entre um chimpanzé e um porco NÃO dará origem a um homem.
      Essa é uma previsão feita através da teoria da evolução, faça o teste e verifique se essa previsão está correta.
      Se o chimpanzé e a porca cruzarem, a evolução será derrubada.
      Logo, esse tal Eugine não é um dissidente da evolução, ele é totalmente oposto a ela.

      Agora, me diga, quantos tipos de criacionismo existem?
      Acha que é só o bíblico?
      Só do bíblico, temos várias dissenções:
      Temos o da terra plana, da terra jovem e o da terra antiga, por exemplo.

      Quantos tipos de teoria da evolução existem?
      ——
      Diz aê, quem é pseudo ciência mesmo?

    • “Datação por C14 não é usada para medir coisas com milhões de anos, ela só é precisa até 60.000 anos” —————————- E eu disse que é? Claro que ninguém vai datar coisas que possuam mais de 60 mil anos com o método do carbono 14, que por sua vez tem seu limite de datação em torno de 60 mil anos (0,055 PMC). No entanto o C14 já foi encontrado até em diamantes que supostamente possuem milhões de anos: R. E. Taylor and J. Southon, “Use of Natural Diamonds to Monitor 14C AMS Instrument Backgrounds,” Nuclear Instruments and Methods in Physics Research B 259 (2007): 282–287. A presença desse isótopo nesses diamantes geralmente é tida como “contaminação”… Será mesmo que é? De qualquer forma o método do carbono 14 não é confiável nem para datar amostras com mais de 4 mil anos (vide: Seatte Post-Intelligencer, 18 de janeiro de 1976, p. C8).

    • “Alguém já teve a paciência de emular as inúmeras variáveis ambientais e esperar milhões de anos necessários para que isso acontecesse?”————————————————————
      Apelo ao “fator tempo”! É sempre assim! Quando não se pode mostrar algo, joga-se na conta do deus tempo. Mesmo aquilo que nós sabemos que não poderia acontecer aleatoriamente se torna possível quando acrescentamos milhões ou bilhões de anos à equação!

    • “Mas antes, me responda: alguém já viu algum deus criando peixes e anfíbios em laboratório?”—————————————–
      Obviamente que não! Por isso tenho FÉ na criação divina, e vc tem FÉ na macroevolução, visto que ninguém observou um deus criando o mundo, e nem um peixe dando origem a anfíbios.

    • “Já tentaram criar vida em laboratório, mas não conseguiram, ou seja, design inteligente fracassou.”—————————————–
      Pois é! Quando estudei sobre o experimento de Stanley L. Miller e Harold Urey, observei que eles tentaram reproduzir a abiogênese em laboratório, criando um ambiente semelhante ao que teorizavam. Os gases imitavam a atmosfera de redução, as faíscas elétricas imitavam os raios, e os cientistas que controlavam tudo imitavam… … … bom! KKKK Certamente que o experimento não foi comandado por forças cegas do acaso, mas por cientistas inteligentes! E a tal experiência, meu caro, visava provar que a vida pode surgir de matéria inanimada… Portanto não se trata de uma experiência sobre o DI, visto que o DI não alega que a vida pode surgir dessa forma.

    • “- A TE afirma que um indivíduo só dá origem a outro indivíduo da mesma espécie.” ————————————————
      Sério? E os anfíbios que supostamente se originaram dos peixes? E as aves que supostamente se originaram dos dinos?

    • “A especiação não ocorre com cruzamentos entre espécies diferentes.” —————————————————————-
      E onde foi que eu disse que ocorrem? Eu sei que nessa teoria tudo gira em torno de mutações randômicas peneiradas pela seleção natural… ou seja: tempo + acidentes + sorte = variedades de espécies. Grande “çiença” essa!

    • “Apesar disso, nosso DNA é apenas 2% diferente”———————————————
      Não, não é! Veja: http://www.plosone.org/article/fetchArticle.action?articleURI=info%3Adoi%2F10.1371%2Fjournal.pone.0000085
      Jon Cohen, News Focus on Evolutionary Biology, Relative Differences: The myth of 1%, 29 june 2007, Vol. 316. no. 5833 p. 1836 DOI: 10.1126/ Science. 316.5833.1836.
      Aliás, só a nível de conhecimento: gatos possuem apenas 34 genes a mais que o ser humano. Chimpanzés possuem 551 genes a menos que nós. Será que viemos dos gatos? Kkk
      E que porcaria de estudo é esse que compara apenas 0,5% dos genes humanos e já tira uma conclusão absurda dessas? O homem tem 20251 genes, e a comparação foi feita apenas com 98 genes HBB.

    • “Nosso ancestral comum com os porcos é bem mais antigo” ——————————————————————–
      O desenho dos Flintstones é bem mais confiável que essa estorinha ai!

    • “Agora, me diga, quantos tipos de criacionismo existem?” ——————————————————————————
      Vários! Mas acho que o post quis falar sobre o DI. DI não é a mesma coisa que criacionismo.

    • Quantos tipos de teoria da evolução existem?———————————————————————————-
      Duas: a versão rápida (Fast Quick power), mais conhecida como equilíbrio pontuado, e a devagar quase parando (milhõooooooooooooes de anos)…

    • Link Hylian disse:

      “Apelo ao “fator tempo”! É sempre assim! Quando não se pode mostrar algo, joga-se na conta do deus tempo. Mesmo aquilo que nós sabemos que não poderia acontecer aleatoriamente se torna possível quando acrescentamos milhões ou bilhões de anos à equação!”

      Tempo existe, deus não.
      Vemos os efeitos do tempo através do registro fóssil, por exemplo.
      É por isso que o fator tempo tem relevância na ciência e deus é irrelevante para a ciência.
      ——-
      “Obviamente que não! Por isso tenho FÉ na criação divina, e vc tem FÉ na macroevolução, visto que ninguém observou um deus criando o mundo, e nem um peixe dando origem a anfíbios.”

      Por isso que criacionismo não é ciência, ele necessita fé.

      Eu não tenho fé na evolução (macro ou micro) eu tenho evidências. Eu já te mostrei muitas, não seja desonesto.
      —–
      “Pois é! Quando estudei sobre o experimento de Stanley L. Miller e Harold Urey, observei que eles tentaram reproduzir a abiogênese em laboratório…”

      Exatamente, seres inteligentes tentaram criar vida e fracassaram.
      Já os aminoácidos no fundo da fossa das marianas estão lá pra quem quiser ver.
      ——
      ” E a tal experiência, meu caro, visava provar que a vida pode surgir de matéria inanimada… Portanto não se trata de uma experiência sobre o DI, visto que o DI não alega que a vida pode surgir dessa forma.”

      Lembrando, a TE não trata da origem da vida, o DI sim, esta experiência tem mais a ver com DI do que com a evolução.

      O DI rejeita a abiogênese?
      Ora, não está escrito “produza a terra seres…”, “produza a água seres…”, “formou o homem do pó da terra…”?
      Isso não é abiogênese?
      Como o DI não faz essa alegação?
      Como o DI explica a origem da vida? Como ele explica os tais “aparecimentos abruptos” que ele afirma que existiram?
      —–
      “Sério? E os anfíbios que supostamente se originaram dos peixes? E as aves que supostamente se originaram dos dinos?”

      A evolução não trata de indivíduos, trata de espécies.
      Um indivíduo não evolui, espécies evoluem.
      Um indivíduo dá origem a outro indivíduo da mesma espécie mas espécies dão origem a outras espéceis, como já foi demonstrado.
      Essa pergunta mostra o quanto você é ignorante em relação a teoria da evolução e ciência em geral.
      ——-
      “E onde foi que eu disse que ocorrem? Eu sei que nessa teoria tudo gira em torno de mutações randômicas peneiradas pela seleção natural… ou seja: tempo + acidentes + sorte = variedades de espécies. Grande “çiença” essa!”

      Você não disse que ocorrem, você disse que a afirmação do malucão dos cruzamentos lá se tratava de evolução e eu mostrei que não. Como você pode interpretar isso como uma crítica pessoal?

      Não tem sorte, tanto que 99% das espécies que existem ou já existiram nesse planeta estão extintas. Parece sorte pra você?

      Mas é claro, ciência mesmo é dizer que um homem no céu fez tudo através de mágica…
      ——
      “Não, não é! Veja: ”

      É sim, veja:
      http://www.nature.com/nature/journal/v486/n7404/full/nature11128.html

      Se estiver difícil de ler, veja aqui a versão resumida:
      http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2012/06/mapa-genetico-do-macaco-bonobo-e-987-igual-ao-humano-diz-nature.html

      Seu artigo é de 2006, o meu é de 2012. Atualize-se.
      O seu diz que a diferença é 6%, o meu diz que é 2%, não entendo como seu artigo derruba a ancestraliedade comum…

      Ah claro, por que o artigo não derruba, ELE CONFIRMA!

      “Along the lineage leading to modern humans we infer the gain of 689 genes and the loss of 86 genes since the split from chimpanzees, including changes likely driven by adaptive natural selection.”

      Você sequer leu esse artigo, pelo menos o abstract?
      ——
      “Aliás, só a nível de conhecimento: gatos possuem apenas 34 genes a mais que o ser humano. Chimpanzés possuem 551 genes a menos que nós. Será que viemos dos gatos? Kkk
      E que porcaria de estudo é esse que compara apenas 0,5% dos genes humanos e já tira uma conclusão absurda dessas? O homem tem 20251 genes, e a comparação foi feita apenas com 98 genes HBB.”

      Você tem evidências de que um artigo revisado por pares e publicado na Nature está errado?
      E você está batendo boca com um cara na internet em vez de escrever seu próprio artigo refutando a pesquisa e ganhando prestígio científico internacional?
      Que mal lhe pergunte, mas quais são seus títulos em biologia e genética?
      ——-
      “O desenho dos Flintstones é bem mais confiável que essa estorinha ai!”

      Para pessoas que acreditam em cobras falantes, pode até ser.
      ——
      “Vários! Mas acho que o post quis falar sobre o DI. DI não é a mesma coisa que criacionismo.”

      É sim, DI é criacionismo fantasiado de ciência.
      Conhece o caso Dover?
      https://youtu.be/p_YZpa5M-DY
      ——
      “Duas: a versão rápida (Fast Quick power), mais conhecida como equilíbrio pontuado, e a devagar quase parando (milhõooooooooooooes de anos)”

      Nope, não existe evolução rápida e lenta, só existe uma teoria da evolução que é a “Teoria da Evolução através da seleção natural”.
      Nem sequer esse lance de macro e micro existe, foram os criacionistas que inventaram esses termos.
      —-
      Como demonstrado, você não entende porra nenhuma de evolução.
      Você apresentou diversas falácias e os dados que você citou acabaram por contrariar sua tese em vez de confirmá-la.
      Se você tiver mais perguntas idiotas a respeito da Teoria da Evolução, sugiro consultar a listinha da Scientifc American ou então, esse lindo infográfico aqui:
      http://www.sciencedump.com/content/top-5-misconceptions-about-evolution-infographic

    • Link Hylian ninguém viu deus algum criando nada, mas a natureza está abarrotada de sinais de inteligência e planejamento, complexidade, regulagem em múltiplas camadas, complexos irredutíveis, soluções de engenharia que causa inveja nos maiores cientistas, etc.. A síntese de RNAs, DNA, proteína, etc, só ocorrem através do extraordinário maquinário celular ou com a intervenção minuciosa de cientistas qualificados (para criar um genoma sintético de uma mísera Mycoplasma e inserir em uma hospedeira, necessitou-se de 24 colaboradores….).. Para simular a dinâmica de enovelamento (dobragem, folding) de uma única proteína, cientistas precisam utilizar computação quântica em supercomputadores, e levam quase um mês para tal… Se acha mesmo que a evolução é responsável pela vida, vai ter de trazer montanhas de evidências replicáveis..

      Sobre os tipos de evolução existentes, além dos que Alexandro Costa citou, ainda podemos mencionar o darwinismo primitivo, defendido por indivíduos de milhares de anos atrás, como Anaximandro, Ibn Khaldun, etc.. Possuímos o lamarckismo, na época de Darwin existiam 3 linhas diferentes de evolução, depois surgiu a síntese moderna (neo-darwinismo), que já está titubeando, mancando, pronta para ser descartada por outra groselha mais atualizada (talvez alguma forma de neo-lamarckismo), já que a síntese moderna não explica (nada) a plasticidade biológica, a epigenética, redes metabólicas e genéticas que atuam em conjunto, pleiotropia de inúmeros genes, enfim..

    • Link Hylian disse:

      “a natureza está abarrotada de sinais de inteligência e planejamento, complexidade, regulagem em múltiplas camadas, complexos irredutíveis, soluções de engenharia que causa inveja nos maiores cientistas, etc”

      Nope, a ciência já demonstrou que não há nenhuma mente inteligente por trás de sua complexidade. A evolução já explicou isso muito bem no caso dos seres vivos.

      A complexidade irredutível já foi refutada a tempos:
      http://www.nature.com/nrmicro/journal/v4/n10/full/nrmicro1493.html
      www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe1004200604.htm
      https://netnature.wordpress.com/2011/08/04/descartando-a-complexidade-irredutivel-do-designer-inteligente/
      http://ceticismo.net/2009/09/14/maquina-molecular-mostra-como-nao-existe-complexidade-irredutivel/

      O próprio Behe, que cunhou o termo “complexidade irredutivel”, se emabanana todo pra defender esse absurdo, mostrandose tratar de argumento da ignorância.
      http://www.lehigh.edu/bio/pdf/Behe/Behe_reply_to_my_critics.pdf
      https://youtu.be/YcHGevYWGS4?t=21m

      Vão insistir nisso até quando?
      ——
      “Se acha mesmo que a evolução é responsável pela vida, vai ter de trazer montanhas de evidências replicáveis.. ”

      Já mostrei, leia a conversa inteira.
      —–
      “Sobre os tipos de evolução existentes, além dos que Alexandro Costa citou, ainda podemos mencionar o…”

      Darwinismo primitivo? Como uma ideia que surgiu a milhares de anos antes de Darwin pode ser chamada de darwinismo?
      Lamarckismo já foi refutado, aliás, Lamarckismo nunca foi uma teoria dissidente da evolução.
      https://pt.wikipedia.org/wiki/Lamarquismo

      Só existe uma teoria da evolução, que é a “teoria da evolução através da seleção natural”
      O fato de tal teoria ter sido modificada e corrigida (como continuará sendo) ao longo do tempo não é razão para afirmar que existem teorias diferentes.
      —–
      ” depois surgiu a síntese moderna (neo-darwinismo), que já está titubeando, mancando, pronta para ser descartada por outra groselha mais atualizada (talvez alguma forma de neo-lamarckismo)”

      A síntese moderna da evolução está titubeando? Onde? Na sua igreja talvez.
      http://www.scientificamerican.com/article/15-answers-to-creationist/
      Veja o item 5

      Vamos ver quantos artigos a respeito da evolução foram publicados ultimamente:

      http://www.scientificamerican.com/search/?display=search&q=evolution&source=&category=&section=&author=&sortby=score&days=365
      http://www.sciencemag.org/search?submit=yes&site_area=sciencejournals&y=0&fulltext=evolution&x=0
      http://www.nature.com/search?q=evolution&q_match=all&sp-a=sp1001702d&sp-m=0&sp-p-1=phrase&sp-sfvl-field=subject%7Cujournal&sp-x-1=ujournal&submit=go

      Como você pode ver, a teoria está muito bem, obrigado.

      Teste agora com o DI, vamos ver quantos artigos aparecem:
      http://www.nature.com/search?order=relevance&q=Intelligent%20Design
      http://www.sciencemag.org/search?submit=yes&site_area=sciencejournals&y=0&fulltext=Intelligent%20Design&x=0
      http://www.scientificamerican.com/search/?display=search&q=Intelligent%20Design&source=&category=&section=&author=&sortby=score&days=365

      Pelo que eu vi, a maioria é crítica.
      Esse aqui é particularmente divertido:
      http://www.scientificamerican.com/article/recommended-not-so-intelligent-design-evolution-s-worst-ideas/

      Como você pode ver, DI é uma piada no meio científico. Desculpe se isso mostra que sua crença e sua “ciência” é pura idiotice, mas é isso que ela é, não tem modo educado de se dizer isso, me desculpe.
      ——
      “, já que a síntese moderna não explica (nada) a plasticidade biológica, a epigenética, redes metabólicas e genéticas que atuam em conjunto, pleiotropia de inúmeros genes, enfim..”

      Humm, claro, a evolução não explica tudo, isso torna ela totalmente inválida, mesmo com todo o resto que ela já explicou com base em um número colossal de evidências, e valida automaticamente a “””””””teoria””””””” do DI, que diz que tudo isso aí e todo resto é explicado de forma simples: “deus fez assim”.

      Não cara, não é assim que funciona. Lamento.
      Isso é o mero argumento da ignorância, esse argumento não tem espaço na ciência.

      Seu precioso DI é mera pseudociência, na melhor das hipóteses é uma piada de muito mal gosto, deal with it.

    • Link Hylian me enganei em partes, não é computação quântica, mas cálculos mecânicos quânticos… No entanto, não faz diferença alguma para o argumento, a complexidade absurda desses e outros eventos biológicos permanece, para terror do mito darwinista… Leiamos:

      “To represent the folding, within microseconds, of a single protein using quantum mechanical calculations requires months of computation on the fastest existing parallel computers (such as IBM’s Blue Gene). It would require unbelievably large numbers of such computers (one estimate is 10^27 ; Noble, 2006) to analyse just a single cell in this degree of detail. Even if we could do it, we would still need to abstract from the mountain of computation some explanatory principles of function at the cellular level. Furthermore, we would be completely lost within that mountain of data if we did not include the constraints that the cell as a whole exerts on the behaviour of its molecules.” (“The Cardiac Physiome: perspectives for the future”. James Bassingthwaighte)

      Aliás, presta atenção nesse nome: Denis Noble… Ele é um dos tops evolucionistas que está completamente insatisfeito com a balela neodarwinista (síntese moderna), inclusive é autor do paper: Physiology is rocking the foundations of evolutionary biology.

      “A ciência já demonstrou que não há nenhuma mente inteligente por trás de sua complexidade”

      Já falou isso para o pessoal da biomimética? Eles vivem constantemente estudando a natureza, procurando desvendar o design natural a fim de usar em seus aparelhos tecnológicos, já que não conseguem fazer nada melhor do que o que é encontrado na natureza.. Biologia computacional, biofísica, bioquímica, biologia sintética, enfim, mesmo que não reconheçam, essa galera vive analisando o DESIGN natural… Somente a fé cega de materialistas é o que impede pessoas de reconhecerem o óbvio 😉

    • Link Hylian Passando fiasco desde os tempos do Yahoo Respostas… Caramba ! Kkkkkkkkkkkkkk

    • Junior Júnior Eskelsen lembra desa figura? Kkkkkk

    • Link Hylian não c.irredutivel nunca foi nem será refutada… Mas, se quiser fazer o teste, manda um geneticista nocautear genes que codificam fatores de tua coagulação sanguínea para ter certeza se é irredutível ou não 😉

      Outro exemplo indiscutível de CI: O exossomo:

      ““It is quite an elaborate machine: the exosome complex forms a hollow barrel formed by nine different proteins through which RNA molecules are threaded to reach a tenth protein, the catalytic subunit that then shreds the RNA into pieces,” says Debora Makino. The barrel is essential for this process because it helps to unwind the RNA and prepares it for shredding. “**Cells lacking any of the ten proteins do not survive** and this shows that not only the catalytic subunit but also the entire barrel is critical for the function of the exosome,” Makino explains.”
      http://www.sciencedaily.com/releases/2013/02/130204094606.htm

      E olha que o exossomo só possui uns 10, 11 componentes.. Imagina então o ribossomo (mais de 50 proteínas, fora RNAs e etc), ou o spliceossomo (complexo dinâmico provavelmente contendo mais de 300 proteínas)..
      Para complicar as coisas ainda mais para o mito darwinista, a CIÊNCIA tem revelado milhares de dados que, quando agregados, demonstram que a organização biológica é MUITO mais profunda e complexa do que imaginado, com várias vias metabólicas, cascatas de sinalização, proteínas e genes trabalhando em conjunto, intermitentemente, regulando funções e respostas à inúmeros fatores externos, tipos de estresse celular, enfim.. Denis Noble é um dos que mais apontam para essa realidade biológica, e está insatisfeito com a síntese moderna por conta desses ou de outros fatores..
      Eva Jablonka, Pigliuci, M. Lynch e outros estão propondo a “síntese ampliada” como substituta para o risível neodarwinismo.. Medida desesperada para tentar salvar a evolução do colapso total, já que a ciência não está tendo dó de Darwin, revelando coisas como epigenética, plasticidade genética, robustez biológica, regulagem multicamada sistemática das funções orgânicas, pleitropia antagonista, microRNAs, introns (não mais junk DNA, sorry) adicionando ainda mais complexidade aos seres vivos, entre tantas outras coisas.. E não é com links para a Wikipédia que tu conseguirá resgatar o darwinismo do completo fracasso 😉

    • Link Hylian disse:

      Qual o fiasco que eu passei?
      E eu nunca estive no Yahoo Respostas, você deve ter me confundido com outra pessoa.

    • Link Hylian disse:

      A propósito, a sociedade brasileira de genética emitiu um manifesto a respeito da ciência e do criacionismo/DI.
      Deem uma conferida:
      http://www.sbg.org.br/#!noticias/c8he

    • Cristiano Rodrigo, esse não é aquele Link.

  12. Jonatas Buday disse:

    Heloiza Buday ”alegações são grandiosas e estão além de evidências” ”..confiando em testemunhos” ”Dissidentes trabalham solitariamente,,,”

  13. Sergio Guedes disse:

    Vivemos em um mundo assombrado por demônios…

  14. “Adota o ceticismo” não curti!

  15. Arthur Dasr disse:

    se pseudociencia foce real, se chamaria ciencia

    • Relax, quem é otário não sabe o que é o prefixo pseudo, eles devem achar que é algum termo chique estrangeiro ou algum jargão da ciência, saia por aí perguntando pras pessoas o que é pseudociência e vc vai ver.

  16. A coluna da direita é bem representativa das religiões também !

  17. O pior que MUITO do quadro da ”pseudociência” pode ser visto dentro dos cursos de Humanas,nas Universidades.Sobretudo das engajadas às Ciências Sociais.

  18. Então vemos que o ateísmo é uma pseudociência… Interessante…

    • Link Hylian disse:

      Mostre como o ateísmo é uma pseudociência.

    • Não é tão fácil demonstrar quanto possa parecer. Para falar a verdade, sequer ciência o ateísmo é. Trata-se de lógica, sentido. Quando analisamos minuciosamente o que o ateísmo defende e acredita, para o que o criacionismo científico pensa, vemos que as crenças no ateísmo carecem de muitas informações e possuem muitas coisas mais incríveis e impossíveis até, do que no caso do Criacionismo científico.

      O quarto ponto da tabela da direita também é bom ser citado, pois a existência de um universo metafísico é completamente filosófico e vai além da ciência. Tenta “cientificar” o metafísico só possível através de lógica ou, como devemos falar, filosofia. A evidência necessária nesse caso é a da possibilidade. Qual há mais possibilidade? Qual mais faz sentido? E por aí vai.

      Já vi muitas vezes simplesmente dizerem “Deus não existe” e pronto, pois buscam descobrir a existência de Deus através do materialismo, e assim limitam-se à apenas uma pronúncia, que Deus não existe.

      Conclusão: Logicamente nada disso é uma ciência. O ateísmo adota a ciência, mas a ciência não é ateísta, a ciência é simplesmente ela, a razão da criação de Deus(Ao meu ver). E se o ateísmo tenta ser uma ciência, então teremos uma pseudociência. Pois o âmbito do ateísmo/criacionismo é filosófico, e não científico.

    • Link Hylian disse:

      “Não é tão fácil demonstrar quanto possa parecer.”

      Então por que é tão fácil afirmar?
      ——
      “Para falar a verdade, sequer ciência o ateísmo é.”

      Exato.
      ——
      “Trata-se de lógica, sentido.”

      Ateísmo é a ausência de crenças em divindades quaisquer.
      Mostre como a lógica leva a afirmar que o sentido da palavra ateísmo leva você a afirmar que o ateísmo é uma pseudo-ciência.
      ——
      “Quando analisamos minuciosamente o que o ateísmo defende e acredita, para o que o criacionismo científico pensa, vemos que as crenças no ateísmo carecem de muitas informações e possuem muitas coisas mais incríveis e impossíveis até, do que no caso do Criacionismo científico.”

      O ateísmo defende que não existem razões para crer em qualquer divindade. O que há de incrível nisso?

      O criacionismo diz que há, mas não mostra. Uma atitude totalmente anticientífica. Logo, o criacionismo pode ser tudo, menos científico.
      —–
      “O quarto ponto da tabela da direita também é bom ser citado, pois a existência de um universo metafísico é completamente filosófico e vai além da ciência. ”

      Mas não era criacionismo “científico”?
      Como algo pode ser científico se tal coisa vai “além da ciência”?
      —–
      “Tenta “cientificar” o metafísico só possível através de lógica ou, como devemos falar, filosofia. ”

      Filosofia não é ciência.
      ——
      ” A evidência necessária nesse caso é a da possibilidade.”

      Argumento da ignorância detectado.
      ——
      “Qual há mais possibilidade? Qual mais faz sentido? E por aí vai. ”

      Certamente não é a que assume a estória do dilúvio global como verdade.
      —–
      “Já vi muitas vezes simplesmente dizerem “Deus não existe” e pronto, pois buscam descobrir a existência de Deus através do materialismo, e assim limitam-se à apenas uma pronúncia, que Deus não existe.”

      Yep. Não existem evidências empíricas que suportem a existência de deus, logo, é perfeitamente racional afirmar que deus não existe.
      —–
      “Conclusão: Logicamente nada disso é uma ciência.”

      Yep. Ateísmo não é ciência. Não me lembro de ver ninguém afirmando isso por aqui.
      —–
      “O ateísmo adota a ciência, mas a ciência não é ateísta, a ciência é simplesmente ela”

      Yep. A ciência não nega que deus existe. Ela sequer considera sua existência.
      ——
      ” a razão da criação de Deus(Ao meu ver)”

      Deus criou tudo por causa da ciência?
      Essa é a sua opinião?
      ——
      “E se o ateísmo tenta ser uma ciência, então teremos uma pseudociência. ”

      O ateísmo não tenta ser ciência.
      A razão de muitos ateus apelarem para a ciência é que ela mostra que todos os fenômenos naturais são explicados através de explicações racionais, baseadas em evidências empíricas, e dispensam a atuação de qualquer entidade sobrenatural.
      Através disso, é possível concluir que não há motivo racional para se crer em deus.
      —–
      “Pois o âmbito do ateísmo/criacionismo é filosófico, e não científico.”

      Então o âmbito do “criacionismo científico” não é “científico”?

      Mas, se o “criacionismo científico” não é “científico” mas se diz “científico” isso não faz dele “pseudocientífico”?

  19. Kirmair Silva disse:

    praxeologia encaixa certinha a direita

  20. Luiz Carlos Traumüller olha a Bones ^^

  21. Matheus Silva Sousa desde que eu me conheço por gente eu uso a pseudociência. eu começo aonde termina

  22. Curioso como muitas vezes uma pessoa, grupo ou corrente de pensamento adota comportamentos e práticas de ambos os lados rs

  23. Abimael Filho disse:

    Se há a discussão do que é ciência, como classificarmos a oratória ou retórica!?
    Num nível de discussões mais elevado, pode-se vencer com elas.
    E aí!? Ciência ou não!?

  24. Gabriel Assis disse:

    Pois se todos se juntassem e parassem de se segregar por tudo, competir por tudo, garanto que todos teríamos mais avanços e todos os aspectos imagináveis.

  25. Link Hylian disse:

    Criacionismo e DI

    1 – Começa com uma conclusão e só então busca confirmações:

    A bíblia disse que deus criou tudo, vamos mostrar pra esses evolucionistas que eles estão errados em discordar disso.
    [Quais eram as pesquisas criacionistas ANTES de Darwin?]
    —–
    2 – Hostil ao Ceticismo

    Eu não tenho que provar que deus existe, prove VOCÊ que deus não existe.
    Os hindus estão errados, eles não tem provas de que Shiva existe.
    —–
    3 – Usa jargão vago e evasivo para confundir

    O que é deus? Bem, deus é o ser transcendental, atemporal, cósmico, que está fora do universo mas permeia tudo que há no universo, que evidencia sua existência na criação mas se esconde dos cientistas que examinam essa criação por que devemos acreditar nele pela fé e não pelas evidências, apesar de essas evidências existirem mas só que tem fé é que pode vê-las.
    —–
    4 – Alegações são grandiosas e estão além das evidências:

    deus é imaterial e incognoscível, está além do nosso entendimento, não podemos conhecê-lo através da ciência, por que a sabedoria do homem é loucura para deus…
    —–
    5 – Só considera evidências favoráveis confiando em testemunhos:

    Apesar de 98% dos cientistas sérios aceitarem a evolução, Dr. Michael Behe fala que ela está errada, logo, a evolução está errada e fim de papo.
    ——-
    6 – Utiliza métodos falhos e não reproduzíveis:

    Você não orou com fé.
    ——
    7 – Dissidentes trabalham solitariamente e em isolamento:

    Criacionistas da terra plana;
    Criacionistas da terra jovem;
    Criacionistas da terra antiga;
    Criacionistas que interpretam a bíblia literalmente;
    Criacionistas que interpretam a bíblia metaforicamente;
    [esses são exemplos de criacionistas cristãos apenas]
    —–
    8 – Usa lógica inválida e inconsistente

    O universo é complexo demais para não ter sido criado.
    Deus é mais complexo ainda, mas ninguém o criou
    —–
    9 – Dogmática e Inflexível

    “Eu sou um cristão, e como cristão nada me faria mudar de opinião”
    Ken Ham
    https://youtu.be/5h2TilCwKpA

    • Link Hylian me enganei em partes, não é computação quântica, mas cálculos mecânicos quânticos… No entanto, não faz diferença alguma para o argumento, a complexidade absurda desses e outros eventos biológicos permanece, para terror do mito darwinista… Leiamos:

      “To represent the folding, within microseconds, of a single protein using quantum mechanical calculations requires months of computation on the fastest existing parallel computers (such as IBM’s Blue Gene). It would require unbelievably large numbers of such computers (one estimate is 10^27 ; Noble, 2006) to analyse just a single cell in this degree of detail. Even if we could do it, we would still need to abstract from the mountain of computation some explanatory principles of function at the cellular level. Furthermore, we would be completely lost within that mountain of data if we did not include the constraints that the cell as a whole exerts on the behaviour of its molecules.” (“The Cardiac Physiome: perspectives for the future”. James Bassingthwaighte)

      Aliás, presta atenção nesse nome: Denis Noble… Ele é um dos tops evolucionistas que está completamente insatisfeito com a balela neodarwinista (síntese moderna), inclusive é autor do paper: Physiology is rocking the foundations of evolutionary biology.

      “A ciência já demonstrou que não há nenhuma mente inteligente por trás de sua complexidade”

      Já falou isso para o pessoal da biomimética? Eles vivem constantemente estudando a natureza, procurando desvendar o design natural a fim de usar em seus aparelhos tecnológicos, já que não conseguem fazer nada melhor do que o que é encontrado na natureza.. Biologia computacional, biofísica, bioquímica, biologia sintética, enfim, mesmo que não reconheçam, essa galera vive analisando o DESIGN natural… Somente a fé cega de materialistas é o que impede pessoas de reconhecerem o óbvio 😉

    • Link Hylian não c.irredutivel nunca foi nem será refutada… Mas, se quiser fazer o teste, manda um geneticista nocautear genes que codificam fatores de tua coagulação sanguínea para ter certeza se é irredutível ou não 😉

      Outro exemplo indiscutível de CI: O exossomo:

      ““It is quite an elaborate machine: the exosome complex forms a hollow barrel formed by nine different proteins through which RNA molecules are threaded to reach a tenth protein, the catalytic subunit that then shreds the RNA into pieces,” says Debora Makino. The barrel is essential for this process because it helps to unwind the RNA and prepares it for shredding. “**Cells lacking any of the ten proteins do not survive** and this shows that not only the catalytic subunit but also the entire barrel is critical for the function of the exosome,” Makino explains.”
      http://www.sciencedaily.com/releases/2013/02/130204094606.htm

      E olha que o exossomo só possui uns 10, 11 componentes.. Imagina então o ribossomo (mais de 50 proteínas, fora RNAs e etc), ou o spliceossomo (complexo dinâmico provavelmente contendo mais de 300 proteínas)..
      Para complicar as coisas ainda mais para o mito darwinista, a CIÊNCIA tem revelado milhares de dados que, quando agregados, demonstram que a organização biológica é MUITO mais profunda e complexa do que imaginado, com várias vias metabólicas, cascatas de sinalização, proteínas e genes trabalhando em conjunto, intermitentemente, regulando funções e respostas à inúmeros fatores externos, tipos de estresse celular, enfim.. Denis Noble é um dos que mais apontam para essa realidade biológica, e está insatisfeito com a síntese moderna por conta desses ou de outros fatores..
      Eva Jablonka, Pigliuci, M. Lynch e outros estão propondo a “síntese ampliada” como substituta para o risível neodarwinismo.. Medida desesperada para tentar salvar a evolução do colapso total, já que a ciência não está tendo dó de Darwin, revelando coisas como epigenética, plasticidade genética, robustez biológica, regulagem multicamada sistemática das funções orgânicas, pleitropia antagonista, microRNAs, introns (não mais junk DNA, sorry) adicionando ainda mais complexidade aos seres vivos, entre tantas outras coisas.. E não é com links para a Wikipédia que tu conseguirá resgatar o darwinismo do completo fracasso 😉

    • Abnner Tardin disse:

      Não há razão em Deus. Aí está a essência de sua existência. Mas você provavelmente acha que tudo precisa ter razão, então deixa pra lá :v

    • Pelo jeito o Link Hylian fugiu da raia… Quão esperado dessa trupe de neo-ateus de Facebook…

    • Link Hylian disse:

      Olá Wallace.
      Já mostrei que suas “evidências” em favor do DI são meras falácias e fiz isso com base em artigos de publicações científicas renomadas.
      Até agora, você não fez sua tréplica.
      Quem será que fugiu da raia?

    • Link Hylian disse:

      Abnner Tardin:

      “Não há razão em Deus.”

      Exato, crer nele é um ato irracional.
      —–
      “Aí está a essência de sua existência.”

      Não entendi o que você quis dizer com isso, favor elaborar.
      —–
      “Mas você provavelmente acha que tudo precisa ter razão,”

      Yep. Exatamente como uma pessoa sensata e racional deve pensar.
      —–
      “então deixa pra lá.”

      Pelo jeito, você concluiu que alegações sem base em evidências não serão suficientes para me convencer.
      Meus parabéns, foi uma ótima conclusão.

    • O maior fujão do Facebook

    • Link Hylian disse:

      Aham cláudia, senta lá.

    • Matheus Silva disse:

      Neo ateu é o argumento desses cristãos pqp

  26. Que cansaço dessas visões míopes de ciência contra religião! E que porcaria essa disputa eterna entre criacionismo à la Bible Belt e ateísmo evolucionista. Vocês não cansam não?

  27. analisemos o que tem acontecido: “considera todas as evid|ências e argumentos; considera cuidadosamente a lógica; pode mudar face a novas evidências”. Artigos cientificos evidenciam que genoma é igual a software de computador. Se um software é planejado, pensado, é lógico considerar que o genoma pode tb ser. Funções celulares que denotam claramente programação, como o processo de síntese de proteínas, o corretor de cópias, a regulação do antigo dna lixo, etc são uma realidade, dando força ao argumento de que o genoma foi planejado, pensado. Vejam que são evidências e argumentos desconsiderados por naturalistas; eu até já li manifestações dizendo que os cientistas que comparam os dois sistemas estão mentindo, forçando a barra. Até já disseram que são criacionistas. |nada mais falso. eles publicaram numa revista com política anticriacionista; não são partidários do DI… A lógica diz que há programação, mas os naturalistas a negam e não justificam por quê, apenas repetem moto perpétuo de que o DI é pseudociencia… eles nem pensam em mudar. Para eles, as hipóteses da origem espontânea da vida e evolução por mutações randômicas são fatos consumados, embora os próprios cientistas que fazem tais artigos digam serem hipóteses

  28. Link Hylian, eu convidei o Ayrolla a comentar dois artigos científicos que corroboram posição do DI, quando somado ao funcionamento das células e ao biomimetismo. Claro, ele é muito culto e refutador de crentes; jamais negará comentário… Um deles: Comparing genomes to computer operating system in terms of topology and evolution of their regulatory system network
    Koon-Kiu Yan, Gang Fang, Nitin Bhardwaj, Roger P. Alexander, Mark Gerstein. Os quatro primeiros são biofísicos moleculares e bioquímicos; o último, além de biofísico molecular e bioquímico, é bioinformata e cientista da computação. Publicado na revista Proceedings, em 2.4.2010
    O genoma é chamado frquentemente sistema operacional para organismos vivos. Software de computador tem o gráfico de chamada, que é análogo ao sistema regulatório transcricional na célula. O estudo da arquitetura de sofwaare de computador é feito para entender princípios de design na célula. A concepção de design nos sistemas biológicos visa à robustez do sistema, enquanto visá à redução de custos no sistema de computador.
    Os 2 sistemas são hierárquicos; os 2 sistemas fazem tarefas de processamento de informação; os 2 possuem programação modular; os 2 realizam intrações complexas entre seus componentes e requerem estudos avançados de rede para serem entendidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

PAPO DE PRIMATA precisa ter certeza de que você não é um robô! Por favor, responda à pergunta abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>