O kakapo

“Infelizmente, o kakapo não só esqueceu como se voa, mas também não lembra de que esqueceu como se voa. Às vezes, um kakapo dá a impressão de estar seriamente preocupado, sobe correndo numa árvore e salta lá de cima, voando como um tijolo e estatelando-se feito uma trouxa sem graça no chão.”
 Douglas Adams, em “Last Chance to See”

O kakapo (Strigops abroptilus) é uma espécie de “papagaio noturno” da Nova Zelândia, notável por ser o único psitacídeo com asas atrofiadas.

Está criticamente ameaçado de extinção (em junho de 2016, a população adulta da espécie foi estimada em apenas 154 indivíduos), por causa da destruição de seu habitat, caça excessiva e introdução de predadores exóticos (cães, gatos, furões, etc). A sempre genial escrita de Adams é bem humorada, mas o apelo do título do seu livro não é infundado.

kakapo_SAPO

Veja tambÉm...

50 respostas

  1. Jan Cordeiro disse:

    Bacana que vocês dizem que a extinção não se deve apenas pela caça, mas pela destruição de seu habitat e por predadores naturais como cães, gatos, etc, já que o Kakapo “desaprendeu” a voar… A caça não deve ser vista como algo negativo, uma vez que sempre foi o esporte da Nobreza e outrora, era necessária para sobrevivência do ser humano… E hoje pode se caçar usando tranquilizantes e devolver a caça ao seu meio. Eu defendo a caça! No Brasil paira uma ignorância sobre diversos assuntos devido falta de pesquisa e por preguiça mesmo das pessoas.

    • ” uma vez que sempre foi o esporte da Nobreza e outrora, era necessária para sobrevivência do ser humano” O homem tbm já foi caçado por outros homens “nobres” no passado que se achavam superiores a aqueles que eram caçados (tidos como selvagens) . E na época era vista como uma necessidade de “sobrevivencia” pela nobreza tbm. Então devemos caçar humanos com tranquilizantes e dps “solta-los”?

      Fora o esporte q visa importunar/”incomodar”/estressar animais por puro prazer?

      Detalhe que “predadores como cães, gatos, etc”, animais estes colocados ali pela mão do homem! eles não pertenciam à aquele ecossistema.

    • Jan Cordeiro disse:

      A superioridade do ser não fomos nós quem decidimos, mas sim a Natureza em nós… E Darwin percebeu isso, que havia “naturezas fortes” e consequentemente as “naturezas fracas”, e isso não diz respeito a nenhum tipo de competitividade, mas sim a sobrevivência das naturezas mais fortes… Quando deixamos os instintos agir em prol da sobrevivência, cai por terra toda ideia e construção social de “compaixão”, “amor ao próximo”, “amor aos animais” e toda ideia platônica absurda que entorpece a mente da maioria.

    • Jan Cordeiro disse:

      E você está enganado Nicolas… Até hoje se caça o homem… No Brasil os políticos estão sugando a vitalidade dos trabalhadores jogando uma dívida em suas costas, como se fossem escravos! Pior que ser caçado, uma vez que sendo caçado, já está morto… Agora, viver como um zumbi, como os brasileiros estão vivendo é mais absurdo do que mero platonismo pelos animais e até mesmo pela espécie humana.

    • Jan Cordeiro Concordo que até hj somos “caçados” como descreveu, mais vc se engana quando interpretou que falei em algum momento q não eramos mais caçados.
      Meu argumento foi sobre o argumento de fazermos isso hj em dia e da necessidade.

    • A “superioridade” da natureza é relativa, muito relativa. Podemos nos achar “superiores” até esta no oceano em cima de uma prancha de frente com um tuberão branco. No nas savanas africanas de frente á um leão.
      Porém podemos achar nossa inteligencia e capacidade de usar ferramentas como um ponto forte de “superioridade” em relação aos demais animais.
      Mas isso vai depender muito das circunstancias no momento.

    • Jan Cordeiro disse:

      Eu considero a caça um esporte e que deveria ser mais abordado para acabar com esses estigmas de que os caçadores são pessoas mal intencionadas, ou que pretendem extinguir as espécies… Sendo que a história das espécies sempre foi o prevalecimento de uma sob a outra, ou seja, as naturezas fortes caçam as fracas… Não há forma de conscientizar os animais como nós somos conscientizados, afinal somos racionais e outras espécies não… Mas demonizamos a morte, não sei porque… Um dia seremos extintos também, e qual o problema nisso?

    • Jan Cordeiro disse:

      A morte e extinção fazem parte do processo natural da biodiversidade na Terra.

    • Lembrando que “sobrevivência das naturezas mais fortes” isso não se aplica apenas entre espécies, tbm dentro da mesma, no nosso meio social, entre nossos semelhantes…

    • Jan Cordeiro disse:

      Exato! Somos animais também, e também caçamos… Como diria Hobbes, “o homem é o lobo do homem”.

    • “Sendo que a história das espécies sempre foi o prevalecimento de uma sob a outra, ou seja, as naturezas fortes caçam as fracas”
      Este pensamento que levou a escravidão. À ideia de alguns homens pensam sobre serem superiores e mandarem nas mulheres. Ate mesmo ao principio do “bullying”,
      Sempre que alguns homens se vê superior á algo, tendem a ocorrer abusos. Em relação aos demais animais não é diferente.
      A ideia da caça, do homem se achar no direito de caça-los por esporte somente por achar que tem o direito por ser “superior” não é diferente.

    • Jan Cordeiro disse:

      Eu discordo… Pois quem legitimou a escravidão foi o cristianismo através do imperador romano Constantino, que juntos, no concílio de Nicéia, se não me engano, lá eles tramaram como iriam legitimar a escravidão como se fosse o Divino legitimando o poder de um homem sob outro.

    • Jan Cordeiro disse:

      Por isso na Bíblia cristã você lê que se pode mandar na mulher, escravizar o negro, bater nos filhos, estuprar filha, entre outras bizarrices e distúrbios comportamentais que Deus permite! Ou seja, a ideia de superioridade nunca teve a ver com a escravidão! Escravidão é sinônimo de “consciência encarcerada” e quem fez isso foi o cristianismo… Até hoje aterroriza as mentes das pessoas com estórias ilusórias.

    • Jan Cordeiro disse:

      Eu tenho vários gatos, e eles sempre caçam insetos como baratas, lagartixas e as vezes não matam, mas apenas caçam para brincar com os corpos… Isso os gatos fazem… E eles nem imaginam oq é ser superior ou inferior.

    • Jan Cordeiro ” legitimou”? Estou falando da ideia, do conceito. Não em tonar “legítimo”, quem fez ou etc. ^^
      Mas esta informação eu nao tinha, vou ate pesquisar dps.

      Lembrando q não ignoro a existência de nosso extintos.
      Do extinto da “caça”, que nós principalmente os homens temos.
      Nem que creio na idéia de que todo caçador so por gostar de caçar é uma pessoa “mal intencionadas”.

    • “Quem legitimou a escravidão foi o cristianismo…”

      A escravidão já era prática comum em Roma séculos antes do cristianismo surgir ou se tornar religião oficial.

    • Le Andro disse:

      Não entendo a cabeça de quem curte caça, esse negócio de SE ACHAR superior…

      Amigo, pela sua logica mosquitos e vírus são superiores a nós, pois nos caçam e matam.

      Segundo, esporte o caralho, ficar escondido, aparatado, munido​ pra dar um tiro num bicho que tá distraído, pastando é uma puta duma escrotice covarde. Ou quando caçam leões, com equipes, veículos e ajudantes… Clap, clap…

      Você ainda enterra seu cocô? Se trata com pajé?!

      Desde a primeira pedra lascada (ou antes) o homem passou por cima da sua natureza, aí vem caras com essas ideias “ah… Meu gato caça as baratas”…

      Reconheça que caçar é só uma vontade imensa de se sentir mais macho “Olha, matei algo. Sou fodão!”…

    • Cássia Lopes disse:

      “Quando deixamos os instintos agir em prol da sobrevivência, cai por terra toda ideia e construção social de compaixão, amor ao próximo, amor aos animais”

      Ah claro… até pq os kakapos estão ameaçando a sobrevivência humana.

      Não sei se é pior esse pensamento ou achar legal atormentar, matar e extinguir animais só pra nutrir a “superioridade” da espécie Homo que se diz sapies. Pff…

    • A caça a animais exóticos q prejudicam um habitat OK, e uma forma de controle de pragas… Agora caça a animais em extinção são outros 500 né brother…

  2. Na Nova Zelândia tem uns animais bem diferentes.

  3. Na Nova Zelândia existem pelo menos quatro espécies de aves terrestre que não voam , assim como kakapo ,como por exemplo o takahe ( Porphyrio hochstetteri ) uma espécie de galinha d’água gigante, espero que um dia os predadores introduzidos nas ilhas sejam erradicados, para o bem das aves que lá residem .

  4. David, qual a razão das asas terem atrofiado?

  5. Se Deus existe pq as espécies entram em extinção?

  6. Olhem esse bicho que incrível Tábata Serqueira Renata Mota Gabriela Caliari Patricia Bellon William Caverzan

  7. “predadores exógenos” e não exóticos….srsrsrs

  8. Por favor, não é adequado colocar uma entidade (metafísica) como responsável – de alguma forma -, pelas barbaridades e erros que a humanidade, quotidianamente, se aprimora em cometer. A humanidade deve arcar com suas ações. Ponto.

  9. Alex Fuller disse:

    A título de curiosidade. Seguindo a lógica da seleção natural e as explicações para cada coisa ter se desenvolvido como se desenvolveu, poderia me tirar uma dúvida? Existe uma importância fisiológica no ato humano de “chorar”? Qual a importância do choro se é que a uma?

  10. Ludi Milla Santos ele atrofiou as asas devido a ausência de predadores terrestres . Voar gasta muito energia . Se não precisam acabam não usando e ao longo do tempo por meio da seleção natural eles desenvolveram asas cada vez menores .

Deixe uma resposta para Felipe André Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

PAPO DE PRIMATA precisa ter certeza de que você não é um robô! Por favor, responda à pergunta abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>