Quem defende o Design Inteligente?

NÃO é ciência!

Veja tambÉm...

102 respostas

  1. É um saco empurrarem di como se fosse ciência

  2. Sou ateu, mas não tenho conhecimento sobre D.I. O que o refuta? Se alguém puder responder…

  3. não é,nunca foi e nunca será!.

  4. O D.I. É uma construção cientifica cuja tese fundamental é de que o surgimento das estruturas mínimas dos seres vivos não é possível por nenhum meio espontâneo (simples evolução termoquímica).

  5. Bruno Rafael disse:

    Doe o cérebro quando vejo o nome TEORIA na frente ehauehauehau

  6. Nunca conseguiram publicar artigo provando esta hipótese do design inteligente em qualquer revista científica séria, quero dizer, periódico que seleciona o artigo através do procedimento de revisão por pares (peer review). Pois nas outras revistas qualquer pessoa pode pagar pela publicação, mesmo que seja porcaria.

  7. Ayrolla, fez sozinho ou pediu ajuda? rsrs

    • Vejam quem está aqui! O amiguinho criacionista que parece bem humorado, mas chama quem usa de ironia com ele de “troll”… 😀

      Seja bem-vindo!

      Bom, Jr., confesso que nessa aqui não tive mais trabalho do que os “gênios” que tiveram a ideia de tentar colocar uma roupagem científica em um mito de criação…

    • Trabalho mesmo tem os caras do tipo “urso-like nadando com boca aberta por muito tempo vira baleia” né? Acho muito empolgante esses folclores.

    • A galera gosta de vc Júnior Eskelsen.

    • Mário Santos disse:

      É que ele lê muito “Of Pandas and People” e todo mundo a̲d̲o̲r̲a̲ aquele livro. Eu gosto da parte do Cdesign Proponentsists, especialmente.

    • Podem colocar assim na próxima versão: o design surgiu do criacionismo e é sustentado por criacionistas, não muda nada. Todas as assertivas a esse respeito não passam de falácias.

    • Urso nadando por muito tempo vira baleia. Hahahaha esse ta realmente afim de entender a explicação científica pra evolução das baleias.

    • Claro que sim, porque essa foi o que o criador da teoria propôs rsrs

      “O urso preto foi visto por Hearne a nadar durante horas a fio com a boca completamente aberta capturando insectos na água. Mesmo num caso extremo como este, se o suplimento de insectos fosse constante e se competidores melhor adaptados não existissem já, não vejo dificuldade que numa corrida entre ursos controlada pela selecção natural, eles se tornassem mais e mais aquáticos na sua estrutura e habitat (com bocas cada vez maiores) até que fosse produzida uma criatura tão monstruosa como a baleia.” (On the Origin of Species (1859), original edition, p. 184)

      Bem-vindo ao conto de fadas amiguinho desinformado. 😉

    • Tá dizendo aí que a seleção natural atua em ursos. Nadar muito tempo e se tornar baleia foi interpretação sua.

    • Eu também não disse isso, foi uma interpretação sua.

    • wikipedia.org/wiki/Evolution_of_cetaceans

      É fácil assim achar o que a evolução diz sobre as baleias.

      “Trabalho mesmo tem os caras do tipo “urso-like nadando com boca aberta por muito tempo vira baleia” né?”

      Como que vc não disse isso? Que é bem diferente disso:

      “(…) não vejo dificuldade que numa corrida entre ursos controlada pela selecção natural, eles se tornassem mais e mais aquáticos (…) até que fosse produzida uma criatura tão monstruosa como a baleia.”

      Vc já deve saber que a evolução não atua em indivíduos e que a hereditariedade seleciona características que sobrevivem mais em um grupo. Então já deve saber que o trecho que citou não fala que ursos “nadando com boca aberta por muito tempo vira baleia” mas sim que a seleção natural poderia selecionar características que sobrevivem mais em um grupo de ursos até fazer com que esse grupo se transforme em algo mais parecido com um ser aquático como uma baleia.

      Mas do que adianta, né? Vc já estabeleceu suas conclusões.

    • Ao autor da “brilhante” postagem: já falaram sobre DI com os ateus: Bradley Monton, Thomas Nagel, e os dois autores do livro “What Darwin got wrong”?? Eles ficarão chateados em saber que vocês os excluíram de tuas estatísticas :v

    • Resumo da história: DI é defendido por gente racional… End. Set. Match.

  8. Raul Galdino disse:

    Sinto muito, mas isso não é argumento. Ataque os pontos falhos do DI, que são numerosos e bastante frágeis, mas não usem uma falácia tão fraca e evidente. Isso enfraquece o discurso de enfrentamento ao levante pseudocientífico consistente na defesa do DI. Obrigado.

  9. Defendem o DI com argumentação científica ou religiosa? Eis a questão! Na verdade vejo uma falácia de ataque ao argumentador nesse post. Um Argumento ad hominem circunstancial, para ser mais exato, pois insinuam que os defensores do DI agem motivados por sua fé religiosa, e não pelas evidências que observam na natureza.

    • Mário Santos disse:

      Não é isso, amigo. É que a ideia original por trás do DI é ser criacionismo. Ai quando perceberam que não poderiam introduzir religião em aula de ciências, trocaram o nome pra DI.

      E eu não to brincando, procura lá “Cdesign Proponentsists” no Google e leia sobre. Procure assim, tudo errado mesmo. Já é uma história beeeem famosa lá fora.

    • Cara! DI se baseia em observação direta da natureza. É praticamente observação e inferência. O DI busca apenas por sinais de projeto intencional em coisas que para a ciência convencional surgiram através de forças não direcionadas da natureza. Já o criacionismo tem um campo muito mais extenso de estudo. O criacionismo estuda relatos sobre avistamentos da arca de Noé, estuda sobre o dilúvio, faz pesquisas arqueológicas, tem seu próprio modelo de classificação dos seres vivos (baraminologia) e etc… são coisas completamente diferentes.

    • Ja é mais que sabido que design inteligente é só uma tentativa de fazer o criacionismo parecer científico

    • Observação da natureza: “é bonito, logo, alguém fez”. Ou: ” não emtendo como chegou até aqui, então é complexo de mais, logo, alguém fez”.

      E engraçado que alguém nunca é um ser de outra religião ou alguma viagem psicodélica tipo um ser humano do futuro distante.

      Mas não, DI não é religioso.

    • Se vc acha que o DI funciona assim, Marcelo Mazocco, então vc não sabe o que é DI.

    • o di é somente criacionismo reformulado e se você pesquisar vai confirmar a informação que a galera já lhe proporcionou.

    • Alexandro Costa não adianta.. A “oposição” fundamentalista vai atacar os defensores do DI com acusações de motivações religiosas por trás do movimento até o fim, porque sabem que se forem tentar debater seus méritos e argumentos sob uma perspectiva científica vão apanhar feio… Como sempre!

    • Mário Santos disse:

      Puta que pariu.

      “A “oposição” fundamentalista vai atacar os defensores do DI com acusações de motivações religiosas por trás do movimento até o fim”

      Eu provei na primeira resposta que o movimento inteiro tem ideal religioso por trás.

      Mas tu é desonesto, hein amigo?

      “porque sabem que se forem tentar debater seus méritos e argumentos sob uma perspectiva científica vão apanhar feio…”

      E a parte interessante é que DI não tem nenhum experimento, nenhuma teoria, nenhuma observação.

      Não tem nenhum mérito científico, mas tu diz que tem. Provar que é bom, necas.

  10. DI = alterar quase completamente a superfície da Terra para suplantar nossa incapacidade de sobreviver em ambiente selvagem e dizer “é, a Terra foi feita para nós”.

  11. Victor Lemos disse:

    Design inteligente não é religião! Mas será que eles concordam com os mitos de criação hindus? Ou é só com o cristianismo? :v

  12. D.I, Não é, nem nunca foi Ciência. É só mais mas uma prova do desespero dos religioso em tentar satisfazer seu próprio EGO em se sentir especiais, quando na verdade são tão resto de estrelas quanto uma rocha.

  13. Só queria entender pq PUTAS QUE PARIU, eles botaram esse nome. “Design Inteligente” é a morte. Deveriam ter colocado, sei lá, “Vindos do barro”. (y)

  14. Ouviu Giovane Lopes ? ¬¬’

  15. http://ceticismo.net/comportamento/tipicos-erros-criacionistas/ aqui vai um guia completo para evitar cair em falacias criacionistas e compreender melhor a evolução e seus debates derivados. rs

  16. exemplos de designe “inteligente” apresentadas por neil degrasse tyson. https://www.youtube.com/watch?v=LUPCoC4DFCk

  17. Papo de Primata, eu me baseio em artigo científico “Comparing genomes to computer operating system in terms of topology and evolution of their regulatory system network”, pubicado, na Proceedings, em 2.4.2010. Foi composto por 5 cientistas, dentre eles |Mark Gerstein e Roger P Alexander. Eles deixam claro que o genoma é igual a um sistema operacional de computador. Logo na primeira frase: o genoma tem sido frquentemente chamado sistema operacional para organismos vivos. fala também que eles fizeram esta comparação para entender os princípios de design na célula. Diz ta´mbém, já no texto, que os 2 sistemas realizam tarefas processando informação; os 2 possuem programação modular…. Baseio-me também em tudo que se sabe sobre o funcionamento das células, como a síntese de proteínas, que só é possível por programação. Reações casuais entre elementos químicos não poderiam fazer programação

  18. Greg de Souza, a ciência no estudo da evolução passa pela lógica, e lógica tem posto em dúvida a evolução por mutações aleatórias e rearranjo genético. Evolução é um fato, é um fato evolução epigenética e por cruzamentos. Mutações aleatórias e rearranjos deixariam a evolução totalmente sujeita ao acaso, pois a natureza não tem como “saber” que mutações ou rearranjos fazer. Características, em seres vivos, que trabalham juntas, ou surgiriam ao mesmo tempo, por pura sorte, ou poderiam até surgir paulatinamente, mas ao acaso e sem seleção natural. Um ex é besouro-bombardeiro. todas as característica existem em funçao das subst|âncias explosivas: caldeirões para misturá-las; para separ-a-las, proteção de amianto e proteção contra corrente contínua. Se as subst|âncias surgiram antes, as outras teriam de surgir ao mesmo tempo. Se as subst^ancias surgiram depois, as outras poderiam ter surgido paulatinamente, por acaso, mas a seleção natural não poderia agir sobre elas, pois estariam inativas até o aparecimento, também por feliz acaso, das substâncias explosivas. O pica-pau cai no mesmo caso, pois as características dependem do comportamento

  19. Greg Souza, as evid~encias de DI são o artigo da Proceedings, que mencionei( Comparing genomes to computer operating system in terms of topology and evolution of their regulatory system network), e tudo que se sabe sobre o funcionamento das células, sobre características de seres vivos que inspiram biomimentismo, pois reações casuais entre elementos químicos não poderiam criar umm software, não poderiam fazer programação

  20. Quem define o que é ciência?

  21. Jonatas Buday disse:

    oloko mãe olha a discussão nos comentários… Heloiza Buday

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

PAPO DE PRIMATA precisa ter certeza de que você não é um robô! Por favor, responda à pergunta abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>