Um dinossauro após sua refeição!

Esta extraordinária fotografia é obra do fotógrafo da vida selvagem Charlie Hamilton James, para a National Geographic, em janeiro de 2016.

O animal retratado é um abutre africano da espécie Gyps africanus. A África possui onze espécies de abutres, que são responsáveis pela limpeza de pelo menos 70% das carcaças no continente.

Infelizmente, algumas destas espécies correm o risco de terem um destino semelhante aos dos seus primos não avianos: os abutres africanos correm perigo crítico de extinção pelo rápido declínio das suas populações. A África já perdeu mais de 90% dos G. africanus, por exemplo. As aves são vítimas de caçadores que as alvejam ou envenenam, para vender suas cabeças para uso na medicina alternativa ou mesmo porque os abutres acabam chamando a atenção para as carcaças de animais vítimas de caça ilegal, algo ruim para caçadores que querem passar despercebidos. O desenvolvimento também está eliminando o alimento e o habitat das aves, e muitas delas são eletrocutadas durante o voo ao esbarrarem em linhas de energia. Conforme outros grandes animais também diminuem em número, a quantidade de carcaça – e de comida – acaba diminuindo catastroficamente para estas aves.

A African Wildlife Foundation tem um projeto de conservação dos abutres africanos, que pode ser acessada pelo link abaixo. Confiram!
http://www.awf.org/wildlife-conservation/vulture

Veja tambÉm...

30 respostas

  1. Diego Reis disse:

    As feições dele até lembram um pouco um velociraptor.

  2. Boa reportagem! A página está de parabéns.

  3. Bruno Leal disse:

    Bárbara olha o título !

  4. Faço minhas as palavras da Rayanne Carvalho acima!

  5. Se tirasse o bico e colocasse dentes, teríamos um dinossauro.

  6. Guilherme Araujo Malva Haniel Alcântara

  7. Jamile Mota disse:

    Victor Vieira olha essa foto!!!!!

  8. “abutres acabam chamando a atenção para as carcaças de animais vítimas de caça ilegal, algo ruim para caçadores que querem passar despercebidos”..

    que tristeza..

  9. Sol Om On disse:

    o detalhe da gota de sangue, omg

  10. Franciel Lourenço ta ai um dos motivos pra perde muito tempo olhando National Geographic, vendo oq ta se tornando raro, a imprudência e carnificina do homem acabando com a beleza do mundo animal.

  11. David Ayrolla , vc acha q o fator mais forte p. Declínio da população de abutres , seja o desenvolvimento humano ? Reduzindo as áreas de animais de outras espécies , reduzindo a quantidade de alimentos dos abutres ? Sendo assim , algo meio q “inevitável” ?…
    E essa cíclica ocorrência de espécies entrando em extinção e surgimento de novas espécies ,não seria algo natural , que o desenvolvimento humano em detrimento de espécies de animais b n seja algo natural ? (Excluindo caça. E abatimentos desnecessários).

    • Inevitável toda extinção é. Mas em alguns casos ela pode ser antecipada por causas antrópicas (resultantes da atividade humana), e no caso dos abutres, trata-se de um caso destes. Provavelmente, sem a ação antrópica, estas aves não estariam ameaçadas.

      Quanto a ser natural ou não, é mais uma questão filosófica sobre o que nós consideramos “natural”.

  12. Definitivamente, o mundo não precisa de humanos. Já vi na tv uma espécie de simulação de de como seria a Terra sem os humano: seriua uma catástrofe, mas tudo por culpa da gente.
    No mais, a melhor coisa que a gente poderia fazer seria se extinguir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

PAPO DE PRIMATA precisa ter certeza de que você não é um robô! Por favor, responda à pergunta abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>