Dialtica

Antissemitismo ou repúdio à violência?

A política do “se não está a meu favor, está contra mim” é um dos posicionamentos mais desonestos e intolerantes já produzidos pela humanidade, e está sendo amplamente utilizado por Israel e vários de seus defensores que acusam de “antissemitismo” todos que se declaram contrários ao bombardeio que o país tem feito a civis palestinos.

Ora, que o Hamas é uma organização fundamentalista cujo braço armado se utiliza de terrorismo, é de conhecimento comum. Que terroristas palestinos não teriam o menor pudor de assassinar inocentes, todos sabemos. Mas nada disso justifica uma nação soberana e democrática e, em larga medida, cultural e cientificamente avançada, disparar mísseis sobre áreas repletas de pessoas inocentes, entre elas muitas crianças, sem nem mesmo a determinação de um objetivo estratégico qualquer.

Posicionar-se contra isso não é uma declaração de ódio aos judeus. É uma expressão de repúdio a este comportamento bárbaro e sem alicerce moral na sociedade contemporânea, cuja única explicação é a tentativa de saciar a sede de sangue de uma população que vive alimentando o ódio contra um inimigo antigo.

Sabemos que, invertidos os papéis, algumas lideranças palestinas não hesitariam em agir da mesma forma. Até porque tentam, mas não tem armamento eficiente para furar as defesas israelenses na mesma medida. Fossem os israelenses os mais fracos do ponto de vista bélico, seriam eles a serem massacrados, pois ambos os povos compartilham deste ódio recíproco e da conivência dos seus líderes com o mesmo. Mas os pacifistas do mundo também censuram esta violência terrível quando ela vem do lado palestino (e já o fizeram em vários momentos). Neste caso, seriam eles anti-islâmicos?

Porém, ainda exercitando esta inversão de papéis: imaginem qual seria o comportamento das demais nações (principalmente, a norte-americana) se fosse Israel a sofrer baixas civis tão expressivas quanto as que os palestinos têm sofrido. Apenas imaginem. Será que a máquina de guerra americana já não estaria a caminho de lá (não de forma velada, mas explícita), com o apoio de grande parte do mundo?

colunadefogo

Este texto, como os das demais colunas opinativas do portal, é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente o ponto de vista dos demais colunistas ou do papodeprimata.com.br.


David Ayrolla

David Ayrolla

David Ayrolla é carioca, mas tem dúvidas se nasceu no planeta certo. Cético até a medula, vê na ciência e na filosofia as melhores ferramentas para a compreensão do universo. Vlogger do canal PAPO DE PRIMATA, tem como principais hobbies cinema, literatura e discussões acaloradas com os amigos (de preferência, regadas a cerveja bem gelada).

Veja tambÉm...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

PAPO DE PRIMATA precisa ter certeza de que você não é um robô! Por favor, responda à pergunta abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>