PAPO DE PRIMATA responde: é verdade que gatos sempre caem de pé?

“- É verdade que gatos sempre caem de pé?”

Nem sempre! Mas eles são tão eficientes nisto que dá pra se imaginar como o mito surgiu.

Estes ágeis felinos possuem uma habilidade1Apesar desta habilidade ser inata, gatos só a desenvolvem depois de 3 ou 4 semanas de vida, e só depois de 7 semanas ela estará completamente desenvolvida. conhecida como “reflexo corretivo”, que lhes confere a capacidade de girar seu corpo durante uma queda, corrigindo sua posição de modo que pousem sobre suas quatro patas. Uma série de adaptações evolutivas proporcionaram este talento inato.

E tudo começa no cérebro do bichano: as mensagens nervosas entre os olhos, os ouvidos, as articulações e os músculos do gato são extremamente rápidas. Quando o gato começa a cair, seu labirinto altamente sensível (localizado no ouvido interno) e sua visão informam-lhe em frações de segundo o que é “em cima” e “em baixo”. O cérebro responde imediatamente, comandando os músculos para que corrijam a postura da cabeça e alinhem seu corpo. A primeira parte a ser alinhada é a cabeça. Então, graças a um esqueleto singularmente flexível (que, entre outras, coisas, não possui clavícula, o que permite maior giro dos ombros), a parte superior do seu tronco gira acompanhando a cabeça, ao mesmo tempo que os membros dianteiras são esticados e suas patas se espalmam. A parte inferior do corpo segue o movimento, enquanto os membros traseiros se alinham aos dianteiros. A cauda auxilia neste processo, estabilizando o corpo. Então, o gato arqueia sua coluna para ajudar a suportar o impacto.

Em adição ao seu reflexo e estrutura flexível, os gatos também tem alguns “truques” evolutivos que diminuem a velocidade terminal que podem atingir na queda. O mais óbvio, claro, é a sua pelagem, que cria certa resistência ao ar. Tamanho e peso pequenos também ajudam. Em alguns casos o felino chega a esticar seu corpo para os lados, aumentando o arrasto como ocorre com um pára-quedas. Com tudo isto, a velocidade terminal de um gato caindo é de cerca de 100 km/h (60 mph), enquanto que a de um homem médio caindo em queda livre é de 210 km/h (130 mph). Assim, se comparado conosco, ele pode cair de alturas maiores com danos menores. (A maior queda já registrada de um felino que sobreviveu foi a de um gato que caiu do 16º andar de um prédio, ou seja, cerca de 60 metros de altura).

Finalmente, na aterrizagem suas patas absorvem a maior parte do impacto, assegurando que a cabeça e órgãos vitais sejam protegidos.

Com tudo isto, é possível entender que a chave para um gato cair de pé é o tempo que ele terá para toda esta preparação, o que, claro, é definido pela altura da sua queda. A altura mínima necessária para que um gato possa se preparar é de cerca de 30 centímetros.

O que não quer dizer que gatos são capazes de sobreviver a quedas de qualquer altura. Se você mora em um prédio e cuida de um bichano, muito cuidado com janelas abertas. Um simples pássaro pode atrair ou distrair o felino o suficiente para uma queda que pode machucá-lo gravemente, ou mesmo matá-lo.

 


Tem alguma pergunta relacionada ao canal PAPO DE PRIMATA, a ciências em geral, ou a qualquer outro assunto? Envie-a! Se não soubermos responder, procuraremos quem saiba!

 http://ask.fm/papodeprimata

Referências   [ + ]

1. Apesar desta habilidade ser inata, gatos só a desenvolvem depois de 3 ou 4 semanas de vida, e só depois de 7 semanas ela estará completamente desenvolvida.

Veja tambÉm...

24 respostas

  1. Roger Dantas disse:

    Só sei que são lindos! :)

  2. cultura inútil, quebrando gelos há séculos kk

  3. À espera do moto-perpétuo gato/pão com manteiga.

  4. Iago Silva disse:

    e vdd que os cavaleiros so caem de cara?

  5. Anônimo disse:

    Enquanto alguns julgam isso inútil, até a NASA fez estudo com bichanos em “gravidade zero” pra ver como eles se comportam.

    O Smarter Every Day fez um ou dois vídeos explicando a física envolvida no processo, ele prometeu um vídeo futuro quando um dos gatinhos dele, que nasceu cotó, crescer o suficiente.

    Muito bacana, Papo de Primata !

  6. Isis Lima, mais um conhecimento sobre gatos. 😉

  7. “O mais óbvio, claro, é a sua pelagem, que cria certa resistência ao ar.”

    kkkkkkkkkk :v

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

PAPO DE PRIMATA precisa ter certeza de que você não é um robô! Por favor, responda à pergunta abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>