PAPO DE PRIMATA responde: por quê os relâmpagos são visíveis?

“- Por quê os relâmpagos são visíveis?”

Embora possamos perceber os efeitos da energia elétrica (quando tocamos um fio eletrificado, vemos uma lâmpada acender ou ouvimos o som emitido em cabos de alta tensão), ela mesmo é invisível aos nossos olhos. Porém, podemos ver raios em tempestades! Por quê?

A razão é simples. Eles também são um efeito que podemos perceber, assim como os exemplos dados. Não podemos enxergar a descarga elétrica propriamente dita, mas o ar sendo ionizado enquanto ela passa.

O ar é um bom isolante elétrico, mas quando a diferença de potencial elétrico entre as nuvens e o solo chegam a um determinado limite, sua resistência é vencida e ele ioniza-se, tornando-se condutor. A descarga elétrica percorre o “canal” ionizado criado. Dada a enorme corrente elétrica e a resistência do ar, as moléculas do mesmo superaquecem e tornam-se plasma.

O que nós enxergamos é, portanto, a luz emitida por este plasma contido no canal ionizado.

Notem que a temperatura das moléculas ionizadas pode chegar a 30.000°C (seis vezes a temperatura da superfície do sol)!

A visibilidade dos relâmpagos aumenta na razão da sua proximidade. Como regra geral, se você ouve a trovoada (resultado do ar sendo expandido em velocidade supersônica), você provavelmente pode ver o raio.

Ou ser atingido por ele. Por isso, tome cuidado e proteja-se imediatamente!

 


Tem alguma pergunta relacionada ao canal PAPO DE PRIMATA, a ciências em geral, ou a qualquer outro assunto? Envie-a! Se não soubermos responder, procuraremos quem saiba!

 http://ask.fm/papodeprimata

Veja tambÉm...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

PAPO DE PRIMATA precisa ter certeza de que você não é um robô! Por favor, responda à pergunta abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>