Conjecturas Histricas

O cão de guarda de Hitler

Diversas características podem ser associadas à figura de Heinrich Himmler: o Reichsführer1Título da SS que, após 1934, tornou-se a sua patente mais alta. da SS era conhecido por vários adjetivos, como soldado frustrado, mimado, agrônomo subalterno, incapaz de ser independente dos pais, baixinho, com grandes problemas estomacais e de relacionamentos, considerado “frágil e apagado”, filho de um funcionário público, sustentado pelas marmitas enviado pela mãe, considerado o organizador do genocídio nazista, o manipulador das fraquezas humanas, responsável direto pelo projeto “solução final” e o braço mortífero de Adolf Hitler.

Heinrich Himmler, comandante militar da SS

Heinrich Himmler, comandante militar da SS

Antes da guerra, Himmler trabalhava em uma fábrica de adubos nas redondezas de Munique, e teve contato com o partido Nacional Socialista através do chefe de gabinete da SA 2Sturm Abteilung: uma milícia paramilitar nazista,  Ernst Röhm.

Himmler foi um fanático völkisch3Movimento nacionalista alemão que valorizava a identidade cultural popular do país. nacionalista e um ativista político, que sonhava em ser soldado, tendo deixado a escola para se alistar (em janeiro de 1918). Mas antes de terminar seu treinamento, a Alemanha assinou o armistício que acabaria com a Grande Guerra. Em agosto de 1923, largou seu emprego e juntou-se ao partido nazista, passando a dedicar sua carreira à sua causa. Em 9 de Novembro de 1923, Himmler marchou com Hitler, Röhm, Hermann Göring e outros líderes nazistas para a Beer Hall Putsch (golpe de estado) contra o governo alemão!

Após o fracasso do golpe, Himmler encontrou trabalho como secretário assistente de Gregor Strasser, a quem Hitler nomeou como líder de propaganda do partido Nazista em 1929. Himmler começou a ter destaque no partido usando de discursos que pregavam a “consciência de raça”, o culto à raça alemã, a necessidade de expansão e de assentamentos alemão, e a luta contra os inimigos eternos da Alemanha. Estes “eternos inimigos” eram o capital “judeu”, o “marxismo” (e suas vertentes socialista e comunista), o anarquismo, a democracia liberal e os povos eslavos. Ele construiu sua reputação política, tendo encontrado tempo em 1928 para casar-se com Margarete Boden, que lhe deu uma filha, Gudrun, em 1929. Em 6 de janeiro de 1929, Hitler nomeia Himmler ao cargo de Reichsführer da SS4Schutzstaffel: a força paramilitar nazista que se tornou a polícia de estado do regime e um dos maiores exércitos de Hitler..

O principal Reichsfuhrer - SS

O principal Reichsfuhrer – SS

Até o momento da sua nomeação a SS tinha apenas 280 membros, que usavam o mesmo uniforme que o SA, com exceção de um boné preto com emblema da morte de prata na cabeça e uma gravata preta. Somente após 1932, passaram a usar uniforme todo preto.

Com o aval de Hitler, Himmler amplia o tamanho da SS, examinando pessoalmente todos os candidatos para se certificar de que eram bons “arianos”. Em 1933, o Partido Nazista assume poder, e a SS de Himmler já conta com uma força de 52.000 homens. Ele torna-se o líder da polícia política alemã.

Nesta época, Himmler e Goering concordam que a SA representava uma ameaça para o Exército alemão, e em junho de 1934, juntamente com seus assistentes leais, Reinhard Heydrich, Kurt Daluege e Walter Schellenberg, organizou o que ficou conhecido como a Noite das Facas Longas5Um expurgo ocorrido na noite do dia 30 de junho para 1 de julho de 1934, quando o Partido Nazista decidiu executar dezenas de seus filiados, tendo assassinado pelo menos oitenta e cinco pessoas e prendendo milhares de outras..

Himmler foi um dos pioneiros na chamada custódia preventiva (a prisão de pessoas por tempo indeterminado sem nenhum controle judicial). Neste contexto, criou em uma antiga fábrica de pólvora de Dachau o campo de concentração que serviria de modelo para todos os outros criados logo em seguida, sendo o perfeito modelo de torturas, humilhações, mortes e incinerações dos inimigos do regime. Em três meses de funcionamento, conta o professor de história moderna alemã, Peter Longerich, Dachau dispensava qualquer apresentação em território alemão. Nenhum homem fez tanto pela “solução final” quanto Himmler: quanto mais era temido, mais ascendia no pódio nazista. Ele usava uma técnica que agradava muito a Hitler: agradar os superiores e aterrorizar os que estão embaixo.

Heinrich Himmler, comandante militar da SS

Heinrich Himmler, comandante militar da SS

Como recompensa por seu papel no assassinato de Ernst Röhm, líder da SA (o mesmo que tinha apresentado Himmler ao NSDAP6Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães. em julho de 1934), Hitler anuncia que a SS era uma organização independente, sendo Himmler somente subordinado a Hitler, uma posição que o colocou fora das restrições legais do estado alemão. Este foi um grande passo para o acúmulo de poder que Himmler teve durante a Segunda Guerra. Com a concordância de Hitler, a SS assumiu a responsabilidade com as questões de segurança e liquidação, assumindo o papel na liderança do planejamento e  implementação da chamada “solução final” da questão judaica, bem como a aniquilação em todo o Reich de ciganos e pessoas com deficiência que viviam em seus territórios já ocupados.

Há muitas questões e uma vasta bibliografia, discutida por biógrafos e historiadores, debatendo e pesquisando sobre o Reich e seus generais. Quando tratamos de Himmler, esse número dobra imensamente, traçando perfis psicológicos, dossiês e conjecturas. Muitos historiadores o descrevem como demente, fascinado por ocultismo, implantando projetos impraticáveis, como, por exemplo, a origem de raça “ariana” no Tibete, visões de si mesmo como sendo a reencarnação de um imperador medieval, problemas conjugais e assim por diante. Mas todas são visões de certa forma imprecisas. Ele foi um organizador hábil e um gestor  competente, que entendeu como obter e usar o poder. Himmler foi a força motriz e ideológica, organizacional por trás da SS. Quando assumiu a SS, reconheceu a importância da segurança interna e foi determinante para o movimento nazista, expandindo com sucesso as funções da SS para atender a estas necessidades ideológicas e práticas. Himmler entendeu a importância do poder de polícia sem restrições legais e da supervisão do Estado.

Ele foi o braço destruidor de Hitler, o executor e planejador vital do holocausto. Em um discurso muito conhecido, no dia 04 de agosto de 1943, durante uma reunião de generais da SS, justificou o assassinato em massa dos judeus da Europa:

“Temos apenas uma tarefa: manter-nos firmes e continuar a luta racial sem piedade!”

Corpo de Himmler após seu suicídio.

Com o decorrer da guerra, com o enfraquecimento e derrota iminente do Eixo, Himmler teve a ideia de negociar com os Aliados Ocidentais, e continuar a luta conta a União Soviética. Durante o inverno de 1944-1945, ele considerou o uso de prisioneiros dos campos de concentração como moeda de troca para tais negociações. Em abril de 1945, Himmler se reuniu com o representante do Congresso Mundial Judaico em Estocolmo, Suécia, Hilel Storch, para discutir aberturas para as negociações (em parte porque os Aliados não iriam negociar com um homem envolvido direto nos crimes nazistas, e em parte porque Himmler não conseguia separar-se de Hitler ou da crença de que, de alguma forma, os alemães ganhariam a guerra). Ao saber de seus atos em negociar com os Aliados, Hitler exonerou Himmler de seus cargos e o mandou prender por traição.

Após assegurar seus oficiais da SS de que iria se responsabilizar por todas suas ações ao ser capturado no final da guerra,  Himmler foi encontrado enquanto tentava fugir escondido, disfarçado com uniforme da polícia secreta e com papéis em nome de Heinrich Hitzinger. Capturado por soldados russos em 20 de maio de 1945, foi entregue aos britânicos e acabou confessando sua identidade. Com a data de julgamento já marcada, ao passar por uma revista corporal, Himmler mordeu uma cápsula de cianureto escondida em sua boca (uma prática padrão dos oficiais alemães em situações similares).

Separator

Algumas citações de Himmler:

“Todos nós, que somos membros dos povos germânicos, podemos ser gratos que uma vez em milhares de anos o destino nos deu, entre os povos germânicos, um gênio, um líder, nosso Führer Adolf Hitler, e vocês devem ser felizes em trabalhar conosco!”

“Agora o que há de melhor neste mundo: o mundo germânico, o mundo da vida nórdica.”

“A melhor arma política é a arma do terror. A crueldade gera respeito. Podem odiar-nos, se quiserem. Não queremos que nos amem. Queremos que nos temam!”

“Aquele que jura pela suástica deve renunciar a qualquer outra lealdade!”

Abaixo segue um vídeo feito no dia da morte de Himmler.

O mais impressionante de tudo é que, ao pesquisar sobre imagens, filmes e documentários (a Segunda Guerra foi bem documentada e filmada pelo dois lados do conflito), nos deparamos com vários simpatizantes dos nazistas. Canais no youtube, perfis ideológicos, tributos, homenagens em vídeo, fotos e declarações apaixonadas em inglês e alemão como :

“Esse canal é dedicado a todos os bravos soldados alemães que perderam suas vidas durante a Segunda Guerra Mundial”.

“O soldado alemão da Segunda Guerra Mundial merece mais respeito e honra.”

Um dos canais que achei no youtube tem 827 inscritos, 256.958 visualizações. Todos os vídeos contém dezenas de comentários fomentando o ódio, reverenciando o nazismo, com saudações e fotos de líderes nazi, usando de discursos contra islâmicos e sionistas. É impressionante e assustador testemunhar isto em 2015!

Referências   [ + ]

1. Título da SS que, após 1934, tornou-se a sua patente mais alta.
2. Sturm Abteilung: uma milícia paramilitar nazista
3. Movimento nacionalista alemão que valorizava a identidade cultural popular do país.
4. Schutzstaffel: a força paramilitar nazista que se tornou a polícia de estado do regime e um dos maiores exércitos de Hitler.
5. Um expurgo ocorrido na noite do dia 30 de junho para 1 de julho de 1934, quando o Partido Nazista decidiu executar dezenas de seus filiados, tendo assassinado pelo menos oitenta e cinco pessoas e prendendo milhares de outras.
6. Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães.

Este texto, como os das demais colunas opinativas do portal, é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente o ponto de vista dos demais colunistas ou do papodeprimata.com.br.


Alisson T. Araujo

Alisson T. Araujo

Gaúcho dos que gosta de um chimarrão bem amargo, acadêmico do curso de História e pesquisador, técnico em radiologia, músico, guitarrista e um amante da libidinosa Ciência e Filosofia. Seu foco em história é povo, cultura e religião, com ênfase em monoteísmos, suas influencias, origens e a eterna dúvida sobre sua verdadeira função social. Fã de cinema, música, séries, HQ’s e cultura pop.

Veja tambÉm...

4 respostas

  1. Posso estar enganado, porém creio que o idealizador e executar mor da “solução final da judaica (Endlösung der Judenfrage)” foi Reinhard Heydrich.
    Não obstante, concordo que Heinrich Himmler foi um dos mais cruéis e sanguinários entre os nazistas.

  2. E é assim que a bandidagem governa uma favela com crueldade e terror.

  3. emerson bassinello disse:

    O video está sem som, no Facebook tambem tem um monte de nazis. :(

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

PAPO DE PRIMATA precisa ter certeza de que você não é um robô! Por favor, responda à pergunta abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>